Atacama

Ir para o deserto de Atacama no Carnaval pode ser uma ótima idéia.

Uma imensidão de terra repleta de paisagens surreais e de mistérios, que provoca todos os nossos sentidos, captando a energia e as vibrações do lugar.

Localizado na região norte do Chile tem 200 km de extensão, é considerado o deserto mais alto e mais árido do mundo, chove muito pouco na região. As temperaturas neste deserto variam entre 0ºC à noite e máxima 30ºC durante o dia. Em função destas condições existem poucas cidades e vilas no deserto; uma delas, muito conhecida, é San Pedro de Atacama, que tem pouco mais de 3.000 habitantes e está a 2.443 metros de altitude. Por ser bem isolada é considerada um oásis no meio do deserto e o principal ponto de encontro de viajantes do mundo inteiro. San Pedro possui uma vida agitada, mesmo depois da meia noite, os bares e restaurantes ficam lotados com pessoas conversando e planejando o dia seguinte.

Existem duas opções para chegar: dormir em Santiago é mais tranqüilo, ou ir diretamente para Atacama. Escolhi a primeira opção.

1 º dia – Em Santiago, sugiro ficar no Hotel Marriott, que é muito bom (nessa época do ano, por causa do horário de verão Santiago é uma hora a menos que o Brasil). Na chegada, o hotel oferece um sanduíche de salmão e um copo de champagne.

2º dia – Na manhã seguinte, passeamos no Shopping Parque Arauco, muito bonito e um dos melhores de Santiago. Demos uma volta pelos bairros mais interessantes de Santiago, como o Las Condes que tem casas lindas e muito verde. O guia veio nos  buscar às 14h30 para o aeroporto: o vôo até a cidade de Calama é de duas horas. Na chegada, um guia do hotel Explora já estava nos esperando com uma van para rodar 70 km até San Pedro de Atacama. O hotel é deslumbrante, uma arquitetura que se encaixa perfeitamente na paisagem desértica. Quando você chega não percebe, mas a medida que vai conhecendo o hotel por dentro é de tirar o fôlego. Nada agride a bela paisagem. Os quartos são muito confortáveis e a decoração é perfeita, com tecidos de algodão xadrezes artesanais lindíssimos, com redes e peças de cerâmica indígenas. Em resumo, a arquitetura e a decoração respeitaram o meio ambiente de uma maneira muito agradável.

Hotel Explora Atacama
Hotel Explora – Foto Yeda Saigh

O Hotel Explora está localizado entre o oceano Pacífico e a Cordilheira dos Andes, num dos mais belos e únicos cenários do mundo. Trata-se de uma experiência única. Os guias são super especializados e experientes e marcam um encontro toda tarde no bar para cada um ver a programação que quer fazer.

Foto 2 - Heidi, nossa guia.jpg
Heidi, nossa guia – Foto Yeda Saigh

O hotel é ao lado de San Pedro de Atacama, um pueblo muito pequeno, com casas de barro muito simples. Depois de escolher a guia e combinar o programa para o dia seguinte, a pedida é tomar um drink e jantar no restaurante, que é ótimo. Depois do jantar, subir para o solarium e admirar a noite estrelada do deserto: imperdível!

Foto 3 - Hotel Explora
Hotel Explora – Foto Internet

3º dia – Pela manhã, passeamos em Las Cornizas, indo de van até um ponto determinado e depois caminhamos mais uma hora e meia a pé. É lindo!! Depois, descemos escorregando pelas dunas, que é uma delícia e muito devertido. O duro depois é tirar a areia que entra por todos os poros do corpo.

Foto 4 - Las Cornizas.jpg
Las Cornizas – Foto Yeda Saigh

O hotel tem quatro piscinas e quatro saunas, vale a pena tomar um belo banho de piscina na hora do almoço, que é o horário mais quente e fazer uma sauna.

Foto 5 – Piscina hotel
Piscina do Hotel – Foto Yeda Saigh

A tarde fizemos um tour pelo Museu e pelo sítio arqueológico, que são muito interessantes. Localizado em San Pedro de Atacama, é um museu de acervo arqueológico fundado pelo padre belga Gustavo Le Paige em 1957. Possui uma coleção com mais de 300.000 peças de cerâmica, fragmentos de tecido, múmias e material arqueológico descobertos na área local.

4º dia – De manhã cedo, fizemos dois passeios imperdíveis: o Vale da Morte e o Vale da Lua. O mais incrível no vale da morte é sentir a magia e a beleza do deserto: o ar límpido permite ver vulcões a quilômetros de distância na planície por onde circulam lhamas livremente. No Vale da Lua, a visão mais impressionante é uma formação rochosa conhecida como Anfiteatro. É super diferente e muito bonito: parece uma paisagem lunática.

Foto 6 – Vale da Lua
Vale da Lua – Foto Yeda Saigh

Um tour a tarde pela Quebrada Kira, é um passeio fascinante pela beleza da natureza, são formações rochosas impressionantes.

 

Foto 7 – Quebrada Kira.jpg
Quebrada Kira – Foto Yeda Saigh

5º dia – Acordamos às 4h30 da manhã para ir aos Geisers de El Tatio a apenas 40 kms de San Pedro. Chega-se ao amanhecer. É bárbaro! A guia montou uma mesa com toalha xadrez com um café da manhã delicioso! Croissants quentinhos, pãezinhos variados com geléia, queijo presunto, bolos. Os geisers são incríveis: é uma formação geológica a 4.200 mts, fica saindo fumaça e água fervendo a 86ºC o tempo todo. Todo cuidado é pouco! A borda é mole, admire de longe, porque segundo a guia, já ocorreu casos de turistas desavisados caírem lá dentro e ficarem gravemente feridos. De lá, fomos para as Termas de Puritama: são quatro piscinas de água quente, onde se pode tomar banho, é genial! O Hotel Explora construiu banheiros e um caminho de madeira para a travessia para o conforto dos seus hóspedes. As guias montaram um lanche bárbaro, salmão, queijos, vinhos, e até champagne!! Um luxo!!

 

Foto 8 - Geisers
Géisers – Foto Yeda Saigh
Foto 9 – Geiser
Géiser – Foto Yeda Saigh

Fomos ao pueblo Toconao, visitar uma igreja e dois artesanatos locais. Às seis da tarde visitamos o Salar de Atacama: é um lago de sal seco a 55kms ao sul de São Pedro com mais de 3.000 km2 de área, a 2.300mts do nível do mar. No caminho fica a lagoa Chaxa e a Reserva Ecológica Natural Los Flamencos. É uma maravilha ver os flamingos andando pelas salinas, eles são cor de rosa!!

Foto 10 – Salar do Atacama e flamingos
Salar de Atacama – Foto Yeda Saigh

A paisagem é maravilhosa, tudo pedra e sal. Em algumas partes ainda tem água. Uma passarela no caminho com cartazes contando a história.

Foto 11 - Cartaz sobre flamingos.jpg
Cartaz sobre Flamingos – Foto Yeda Saigh

6º dia – Fizemos um tour de bicicleta. É um passeio gostoso!! Tomamos um banho de piscina e almoçamos com a vista do vulcão. Pode-se fazer um tour no vulcão Licancabur, mas demora um dia inteiro e é muito puxado, altura de mais de 5.000 mts. Voltamos para Santiago a tarde e jantamos no restaurante Puerto Fuy, uma indicação excelente: comida deliciosa, o ceviche estava perfeito!

7º dia – Saímos de manhã para visitar dois museus muito interessantes: o Museu Pablo Neruda La Chascona e o Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana.

Em 1953, Neruda constrói sua casa em Santiago, apelidada La Chascona, inspirado nos grandes cachos dos cabelos de Matilde sua amante. O Museu La Chascona, declarado Monumento Histórico em 1990, possui uma curiosa e particular arquitetura (baseada em barcos), que obriga a quem visita, percorrer seus charmosos jardins. Em seu interior pode-se ver objetos valiosos, que pertenceram ao poeta. Lá também se encontra grande parte de sua pinacoteca, composta por quadros de Diego Rivera, Siqueiros, Fernand Léger, José Pancetti, Mario Carreño, Picasso, entre outros.

Sugiro para quem ainda não viu, assistir o filme O Carteiro e o Poeta (Il Postino, 1994), que conta a história de Pablo Neruda numa ilha na Itália com sua terceira mulher Matilde. No filme, Neruda torna-se amigo de um carteiro, que lhe pede para ensinar a escrever versos para poder conquistar uma bonita moça do povoado.

Foto 12 - Museu la Chascona
Museu La Chascona – Foto Yeda Saigh

Voltar para São Paulo com a certeza de ter feito uma viagem maravilhosa!

Para finalizar um pensamento de Pablo Neruda:

“Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tantas vezes enquanto viverem,
são eternos como é a natureza”.

Serviços:

Santiago Marriott Hotel

Av. Presidente Kennedy 5741
Santiago, Chile
Tel: +56 2 426-2000
www.marriott.com/hotels/travel/scldt-santiago-marriott-hotel

Explora Atacama Hotel

Domingo de Atienza S/N
San Pedro de Atacama, Chile
Tel: +56 (2) 946–2950
www.explore-atacama.com
sales@explore-atacama.com

Restaurante Puerto Fuy

Nueva Costanera, 3969
Vitacura, Santiago
Tel: +56 (2) 208-8908
www.puertofuy.cl

Museu La Chascona

Calle Fernando Márquez de la Plata, 192
Santiago
Tel: +56 (2) 777-8741
www.fundacionneruda.org

Museu de Arte Pré Colombiana

Bandera 361
Santiago
Tel: +56 (2) 928-1500
www.precolombino.cl

Colaboradora: Virginia Figliolini Schreuders

O Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana possui uma coleção de peças de metais, cerâmicas e tecidos provenientes das diversas culturas e civilizações pré-colombianas das América Central e da América do Sul. Uma vitrine com algumas cerâmicas marajoaras do Brasil. Os objetos de pedra e cerâmica são as únicas coisas que sobreviveram à ação destrutiva da humanidade. A cerâmica, em particular, foi decorada com uma combinação de várias técnicas, como a incisão, gravura, pintura e modelagem.

10 comentários em “Atacama

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s