Viagem à Normandia – Tour du Débarquement

Se você quiser mergulhar na história do final da Segunda Guerra Mundial, o dia 6 de junho de 1944, conhecido como o mais longo da história, experimente o Tour Du Débarquement!
Antes de entrar propriamente nos aspectos turísticos, repasso algumas informações para reativar a memória: O dia D se refere ao primeiro dia do Desembarque pelas forças Aliadas durante a Segunda Guerra Mundial, na Normandia localizada na costa da França. Começou às 06h30 do dia 6 de junho de 1944. A invasão foi conduzida em 2 fases: uma invasão aérea com paraquedistas americanos, britânicos e canadenses logo após a meia noite, e a outra as 06:30 da manhã na costa da França, uma invasão anfíbia da infantaria aliada e da divisão de blindados. Enquanto isso, a Resistência Francesa atuando na sabotagem de ferrovias, estradas, centrais telefônicas e elétricas.
A pedida é sair de Paris de trem da gare St. Lazare até Caen, o trajeto dura cerca de 2hs. A melhor sugestão é alugar um carro para conhecer a cidade, que foi totalmente destruída pelos americanos, em 1944, para desembarcar um milhão e meio de soldados para salvar a Europa dos alemães. Os habitantes de Caen tiveram 15 minutos para abandonarem suas casas, porque os americanos destruíram grande parte da cidade para fazer um acero contra os alemães e proteger os soldados que iriam desembarcar em poucas horas nas praias.

É impactante ver a cidade ali a seus pés e pensar na coragem que eles tiveram ao fazer esse desembarque. Levaram três anos preparando o dia D!! A cidade foi toda reconstruída nos anos 50, e se pode perceber pela arquitetura dos prédios e das casas. As poucas que sobraram são muito bonitas e ainda permanecem alguns hôtels particuliers lindos! A Catedral maravilhosa renascentista foi poupada.

 

 

455d1-caen-eglise-pierre-caen-big
Égliese de Saint Pierre – Caen – Foto Yeda Saigh
8e673-foto1a-caenreconstrui25cc2581da
Caen – Foto Yeda Saigh

Museu des Beaux Arts de Caen

Visitar o Museu de Belas Arte de Caen vale a pena: é do começo do século XIX, mas foi reconstruído em 1971. Tem um belo acervo de pinturas européias, que impressiona por se tratar de um museu de cidade pequena.

bda68-foto225e225802593museudesbeauxartscaenfrance
Musée des Beaux Arts de Caen – Foto Yeda Saigh
Não esquecer de visitar a Fortaleza castelo na parte mais alta da cidade com uma vista linda. Construído em 1060 por Guilherme o Conquistador rei da Inglaterra.

O castelo foi bombardeado em 1944, ficando seriamente danificado.

29aa0-foto3-portacastelocaen
Castelo Fortaleza de Caen – Foto Yeda Saigh

 

 

585a7-foto3a-rempartcaen
Castelo Fortaleza de Caen – Foto Yeda Saigh

Não recomendo o hotel Crémaillère, mas sim o restaurante, onde comemos uma bouillabesse muito boa. A grande vantagem é que fica em frente a praia e tem uma vista maravilhosa. Tomar um banho de mar no Canal da Mancha de manhã cedo é um programa imperdível, apesar da água ser muito gelada!

O tour realmente começa pela cidade de Arromanches, de onde se pode ver as ruínas do porto artificial construído pelas forças aliadas em menos de 15 dias. Pouco retratada nos filmes sobre a guerra, Arromanches foi fundamental para o transporte, no menor tempo possível, de milhares de homens e material bélico. Hoje, guarda as mais impressionantes ruínas das batalhas pós Dia D.

ccd2e-foto4-arrom
Arromanches – Foto Yeda Saigh

 

51dc2-foto4a-arroman
Arromanches – Foto Yeda Saigh

 

7e62d-foto4b-muse25cc2581edude25cc2581barquement-arromanches
Arromanches – Musée du Debarquement – Foto Yeda Saigh
Omaha Beach

Uma das praias onde os aliados desembarcaram, se estende a leste e oeste abaixo do Cemitério Americano. Assistimos um filme no Cinema Diorama , muito interessante e informativo: “O preço da Liberdade”.

0427b-foto5-omahabeach
Omaha Beach – Foto Yeda Saigh
60052-foto5b-praiadedesembarque
Praia de Desembarque – Foto Yeda Saigh

Ir até Pointe du Hoc, um dos principais pontos de resistência da artilharia alemã na França.

8156f-foto625e225802593pointduhoc
Pointe du Hoc – Foto Yeda Saigh
81cfd-foto6a-casamataalem25c325a3
Casamata Alemã – Foto Yeda Saigh
Entrar nos bunquers alemães é essencial para se ter uma noção do que os franceses sofreram com a ocupação alemã.
Batteries Longues (Longues sur Mer Battery)

Construídos no início de 1944, as quatro casamatas alemãs, equipadas com canhões de longo alcance ainda estão intactas e é o único local que ainda conserva os canhões alemães. Apesar de severamente bombardeado antes do Dia D, esses canhões continuaram a abrir fogo contra os Aliados até a manhã do dia 6 de junho de 44, o famoso Dia D. Só foram silenciados pelo fogo Aliado, dois dias depois.

25d39-foto7a-bunkeralem25c325a3o
Bunker Alemão – Foto Yeda Saigh

Visitar o cemitério americano é um must nesse tour. É impressionante, além de estar numa localização maravilhosa: bem em frente ao mar. Bonito, bem arrumado, com um jardim lindo cheio de flores. O local da exposição de fotos e da história do dia D é impressionante! Assistir ao filme que conta toda história do Dia D, com muitos depoimentos emocionantes de soldados que participaram desse dia e dos familiares de solados que morreram. Além dos americanos, desembarcaram soldados ingleses e canadenses. Chamou-nos a atenção que não tem loja de souvenirs nesse complexo do cemitério, o que mostra mais respeito pelos mortos e pelo local em si. O local do cemitério é território americano.

19eb0-foto8-cemit25c325a9rioamericano
Cemitério Americano – Foto Yeda Saigh
febab-foto8a-cemit25c325a9rioamericano
Cemitério Americano – Foto Yeda Saigh

Passar por Viller sur mer: todas as estradas são muito pitorescas, com casas interessantes e bonitas para se ver, e é tudo plantado, não se vê um centímetro sem algum grão plantado: trigo, milho, aveia.

fd6e8-foto9-planta25c325a725c325a3oestrada
Plantação vista da estrada – Foto Yeda Saigh

Ficar no Hotel Château Sully, acredito que o melhor hotel da região. Lugar lindo, um gramado enorme na frente, tem um spa bom com piscina, sauna e sala de musculação. O restaurante é muito simpático, jantamos lá e a comida é ótima. Os quartos tem decoração bonita e aconchegante.

539ec-foto10-chateausully
Hotel Château Sully – Foto Yeda Saigh 

No dia seguinte ir à Bayeux, uma cidade pequena, muito simpática que tem 3000 anos. A Catedral é linda, da época gaulesa. Não deixe de ir à Place De Gaulle, onde ele fez o discurso da libertação.

Bayeux é também conhecida por suas rendas e porcelanas, e pelo famoso Musée de La Tapisserie, sempre lotado de turistas.

Compre o ingresso antes porque a visita é uma fila indiana com todos ouvindo no fone de ouvido a história de Guilherme o Conquistador ! É uma obra bordada em linho feita entre 1070-1080. Uma lenda atribui seu bordado a Matilde de Flandres e suas aias. Com seus 69 metros de comprimento, cerca de 50 cm de largura e 58 cenas, narra a história da conquista normanda da Inglaterra em 1066 e representa magnificamente muitas cenas da vida cotidiana nobre do final do século XI, além da derrota anglo-saxã das forças de Haroldo II, rei da Inglaterra.

49d88-foto11-muse25cc2581edelatapisserie
Musée de La Tapisserie – Foto Yeda Saigh

 

e3fb1-foto11-casanormandati25cc2581pica
Casa Normanda Típica – Foto Yeda Saigh

 

Para finalizar um belo pensamento de um escritor da Normandia, André Gide:

      “As coisas mais belas são ditadas pela loucura e escritas pela razão”.
Boa viagem!!
Serviço:
Hotel Crêmaillère
23, Avenue de la Combattante
14470 Courseulles-sur-Mer
Tel: +33 2 31 37 46 73
Musée Des Beaux Arts
Le Château
Allée du Chat Qui Veille
14000 Caen
Tel: +33 2 31 30 47 70
mba.caen.fr
Hotel Chateau de Sully
Route de Port en Bessin
14400 Bayeux Sully
Tel: +33 2 31 22 29 48
chateau-de-sully.com
Musée de la Tapisserie
13 Rue de Nesmond
14400 Bayeux, França
Tel: +33 2 31 51 25 50
tapisserie-bayeux.fr
D-Day Beaches Tour
Tel:+33 1 56 58 10 54
Colaboradora: Virginia Figliolini Schreuders

10 comentários em “Viagem à Normandia – Tour du Débarquement

  1. Olá Yeda,

    Muito obrigada por mais esse blog. O que mais gostei foi poder ser apresentada a um outro aspecto da Normandia, desconhecido para mim, apesar de lá ter estado por 3 vezes.
    Mais uma vez, parabéns!
    Um abraço,
    Vera

    Curtir

  2. Chère Yeda,
    Quel beau et bon reportage… ce suis honoré de figurer à ton bras devant le Château de Caen (préfecture de la basse normandie) et Château du duc de Normandie Guillaume “le Conquérant” futur Roi d'Angleterre après la victoire d'Hastings en 1066..

    Olivier

    05/ 07/ 2011

    Curtir

  3. Olá Yeda, convivo com um câncer que está tentando me impedir de realizar alguns projetos que tinha em minha vida (mais detalhes no blog http://sanguevalente.blogspot.com/ ), e vc me perdoe a confissão que lhe faço agora. Essa viagem q vc fez era (ou é), a viagem que sempre sonhei fazer. Tomei a liberdade de me colocar em seu lugar, e viagei tbem… rsrsrs Muito muito bom! Ai que inveja!!!! kkkkkk Infelizmente o máximo que posso (não tanto pela saúde, que graças a Deus, tenho levado uma vida quase normal até aqui, muito mais pela condição financeira…), é viajar assim ou atraves do google earth. Muito obrigado pela postagem e pelas fotos. Forte abraço JVianei

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s