e93a9-foto01e28093skylinemanhattan
Skyline de Manhattan – Foto Yeda Saigh

Passar uns dias em Nova York em novembro é uma festa, a cidade já está toda enfeitada para o Natal! Não perca a parada de Thanksgiving, é muito divertida, bonita e alegre, sem falar no dia seguinte, o já famoso Blackfriday com as fabulosas liquidações que chegam até a 70% de desconto!!

1b1c9-foto01ae28093paradadethanksgiving
Parada de Thanksgiving – Foto Yeda Saigh
Novas dicas
Brooklyn
Bairro onde nunca tinha ido e vale a pena visitar! O Brooklyn já foi uma cidade independente de Nova York. Brooklyn Heights é um bairro tombado que lembra muito Boston com suas lindas townhouses antigas até com portão para carruagens. As cores das casas são lindas com uma variedade de estilos arquitetônicos dos anos 1820 e 30.
36436-foto02ae28093brooklynheights
Brooklyn Heights – Foto Yeda Saigh
A rua Montague de lojas, cafés e pequenos restaurantes é muito simpática. O fundo dessas casas dá numa calçada de madeira “Brooklyn Heights Promenade”, de onde dá até para ver a Estátua da Liberdade. É ótimo para fazer um cooper ou passear com uma linda vista para Manhattan, um dos “points” mais românticos de New York, principalmente ao entardecer. O por do sol é único! Não perca o grande espetáculo das milhares de luzes dos edifícios que vão se ascendendo uma a uma e transformando a silhueta de downtown e midtown.
585fa-foto03e28093pontebrooklyn
Ponte do Brooklyn – Foto Yeda Saigh
Para comer escolha um dos cafés e restaurantes próximos na Montague St.
No momento estão construindo uma espécie de praia, com guarda sóis, o que me lembrou a obra do prefeito de Paris Bertrand Delanöe “Paris Plage”.
Foto 5 - Vista de Edifício fachada enrugada de Frank Gerry
Vista do Edif. Fachada “Enrugada” de Frank Gerry – Foto Yeda Saigh

Um prédio de apartamentos com uma fachada enrugada, construído pelo arquiteto Frank Gehry é o mais novo arranha céu de Nova York.

Visitar o Brooklyn Museum que é enorme e era para ser quatro vezes maior segundo a guia Kate Meira. Recomendo muito essa guia, ótima como guia e como motorista, conhecedora profunda da história de Nova York.
Recomendo também o quarto andar do museu – são pequenas reproduções muito bem feitas de casas que mostram como as pessoas viviam nos séculos XVII, XVIII e XIX. Muito interessante para se conhecer hábitos, costumes e tendências daquela época.
Foto 6 - Brooklyn Museum
Brooklyn Museum – Foto Yeda Saigh
Jewish Museum
Museu da Herança Judaica, um Memorial vivo em homenagem ao Holocausto. A missão deste museu é educar pessoas de todas as idades e culturas através de uma enorme tapeçaria do séculos XX e XXI que retrata a história dos judeus antes durante e depois do Holocausto. Inaugurado em 1997 no Battery Park com projeto do arquiteto Roche-Dinkeloo, uma arquitetura muito bonita.
a3635-foto5-jewishmuseum
Jewish Museum – Foto Yeda Saigh 
Já recebeu mais de hum milhão e meio de visitantes do mundo inteiro. Tem uma sala enorme com uma vista maravilhosa para o East River e para a Estátua da Liberdade.
Jardim vivo do Memorial de Andy Goldsworthy, mais conhecido como jardim das pedras, aberto ao público em 2003. São árvores plantadas dentro das pedras com a seguinte mensagem judaica: por mais árida e dura que esteja sua vida sempre há uma esperança.
3f17a-foto6-jardimdaspedrase28093jewishmuseum
Jardim das Pedras – Foto Yeda Saigh
Picasso White and Black – Guggenheim
Exposição maravilhosa!! 118 pinturas, esculturas e trabalhos em papel, todos em branco e preto, de 1904 a 1971, que mostram um outro insight na visão e nos métodos do grande pintor. Essa apresentação cronológica tem muitas obras emprestadas de coleções públicas e privadas da Europa e dos Estados Unidos, cinco das quais nunca antes mostradas ao público e 38 delas nunca antes exibidas nos EUA. Segundo os críticos um dos grandes destaques da exposição é deixar evidente o talento de Picasso ao lidar com sombra e luz nas obras em branco e preto ali expostas. A exposição também se refere a influência da arte espanhola na carreira do artista, quando associa o famoso “As Meninas” de Velázquez, ao “Damas de Honra” obra de Picasso.
89ace-foto7-picasso_bw_guggenheim-copy
Exposição Picasso – Black and White – Foto Internet
Uma dica – quando for ao Guggenheim nunca comece a ver a exposição de baixo para cima, pegue o elevador vá até o sexto andar e venha descendo calmamente, parando no meio para tomar um expresso, cansa menos e você tem um visual mais abrangente. A exposição vai até 23 de janeiro de 2013.
Metropolitan Museum
1- Regarding Warhol Sixty Artists, Fifty Years – Andy Warhol
O primeiro quadro a ser visto é do artista brasileiro Vick Muniz. Por décadas, os críticos observaram que Andy Warhol exerceu um impacto enorme sobre a arte contemporânea, mas nenhuma exposição explorou a natureza ou extensão total dessa influência. Através de 45 obras de Warhol ao lado de uma centena de obras de outros 60 artistas, em relação a Warhol: Sessenta Artistas, cinqüenta anos justapõe exemplos de pinturas escultura, e filmes de Warhol, com os de outros artistas que reinterpretam o seu trabalho inovador. O que emerge é um fascinante diálogo entre obras de arte e artistas através das gerações.
até 31 de dezembro
4c87b-foto7a-warhol_landing
Warhol – Foto Internet 
2 – Designing Nature: The Rinpa Aesthetic in Japanese Art
A mostra trata sobre o desenvolvimento da estética Rinpa e demonstra como esse estilo continuou a influenciar artistas ao longo dos séculos XIX e XX.
3 – Faking It Manipulated Photography Before Photoshop
As imagens expostas têm a aparência de fotos convencionais originais, mas foram modificadas por diferentes razões: a serviço da arte, da política, das notícias, do entretenimento, ou do comércio.
até 13 janeiro de 2013.
4 – Chinese Gardens
A exposição mostra a interação entre a arte da pintura e da jardinagem na China através do último milênio, uma vez que nas casa chinesas um jardim interno tem sido parte integrante da arquitetura das casas e dos palácios.
até 6 de janeiro de 2013.
d3cc6-foto8-chinesegardens
Chinese Garden – Foto Yeda Saigh 
5 – Matisse in Search of True Painting
Um dos artistas vivos mais aclamados na França na primeira metade do século XX sobre o qual dizem que tinha muita dificuldade para produzir cada tela, motivo que o fazia questionar, repintar e reavaliar as obras. A exposição apresenta um aspecto particular do processo de pintura de Matisse, através de 49 telas de cores vibrantes. Para Matisse, o processo de criação não era simplesmente um meio para um fim, mas uma dimensão da sua arte, tão importante para ele, quanto a tela final.
até 17 março de 2013
Ballet
Imperdível nessa época em Nova York é o ballet Quebra Nozes de Tschaikovsky, esse ano com oito montagens ao vivo em toda a cidade. Mesmo quem já assistiu o Quebra Nozes pelas mãos do melhor, o famoso coreógrafo George Balanchine, terá prazer em rever a montagem criada em 1954.
Ópera
Destaque para duas conhecidas óperas com belíssima montagem, ambas no MET:
Aida – a clássica montagem de 1988 de Sonja Frisell da ópera de Verdi está no MET, é impressionante a riqueza!! eu contei 242 pessoas no palco e 5 cavalos!! o público aplaudiu em pé mais de 3mns.! A soprano ucraniana Monastyrska, estrela consagrada da ópera de Kiev, está ótima no papel principal como também o estreante maestro Fabio Luisi.
Un Ballo in Maschera – também uma ópera de Verdi sob a regência do mesmo maestro Fabio Luisi e produção de David Alden. A montagem contemporânea com uma atmosfera noir resultou numa cenografia belíssima!! tudo em tons de cinza, branco e preto, com muito movimento e muito chique.
Hotéis
The Surrey
Um hotel boutique de luxo, no Upper East Side de Nova York, lado muito elegante da cidade. De 1926, o Surrey foi construído para ser um hotel residência e por ali se hospedaram muitos famosos como Kennedy, Bette Davis e Claudette Colbert, todos atraídos pela qualidade do serviço e discreto charme do hotel. Nos quartos de excelente tamanho e de decoração clássica (até 52 metros quadrados), no jardim privado, fazendo uma massagem divina ou no Café Boulud, o hóspede pode ter certeza de uma excelente escolha.
a014b-foto0925e225802593thesurrey-hotel
Hotel The Surrey – Foto Yeda Saigh
Shoreham
Um hotel boutique de luxo em Midtown com excelente localização no meio de Manhattan, entre as 5 e 6 avenidas. Walking distance de todo tipo de endereço: Central Park, teatros, restaurantes, Carnagie hall, 5a. avenida e uma infinidade de lojas.
Aka
São flats ou apartamentos, mobiliados, bom para quem vai com criança. Em Manhattan são quatro endereços, todos com serviço de concierge, para organizar seus teatros, traslados e reservas em restaurantes.
Peninsula
Super bem localizado na Rua 55 com a 5a. Avenida, este hotel de luxo, passou por uma reforma completa recentemente, mantendo seu estilo clássico e elegante. Ao lado da piscina de vidro um bonito terraço fechado com um bar muito charmoso e uma vista deslumbrante da cidade de New York.
a8eaa-foto10e28093peninsulahotel
Hotel The Peninsula – Foto Internet
Show
Sempre tem um bom espetáculo no Carlyle, tomar um drink ou jantar e assistir a um bom cantor é um ótimo programa!
Restaurantes
1 – Bernardin
Chiquérrimo e caríssimo. Parece ter perdido um pouco da qualidade da excelente cozinha de antes.
O melhor de Nova York
5bbaf-foto11e28093le-bernardinrestaurant
Restaurante Bernardin – Foto Internet
2 – Fig and Oil – Meatpacking District
O restaurante é muito bonito, um espaço grande muito simpático com vista para a cozinha, e bar. Em todas as salas há oliveiras e alecrim fazendo um ambiente bem mediterrâneo. Comida deliciosa.
6abbf-foto12e28093fig-olive-restaurant
Restaurante Fig And Oil – Foto Internet
3 – Nomad
O hotel fica no coração da histórica vizinhança de NoMad, ou seja, ao norte do Madison Square Park. Projeto do famoso arquiteto francês Jacques Garcia, a arquitetura renascentista francesa é de uma sofisticada elegância. O restaurante tem atraído uma clientela sofisticada.
b8115-foto13e28093nomadrestaurant
Restaurante Nomad – Foto Internet
4 – Serafina – vários endereços Serafina Broadway
210 West 55th St.
New York, NY, 10019
(212) 315-1700
5 – P.J. Clarke’s
É uma construção na esquina da rua 55, de mais ou menos 1864 ou 1868, testemunha portanto de mais de um século de mudanças na cidade de NY. Famoso por alguns bons pratos. Famoso pelo Cheeseburguer.
6 – Caravaggio 
23 East 74th Street,
Tel: +1 212-288-1004
Restaurante italiano com um ambiente muito agradável e um público diferenciado. A cozinha tem sido muito elogiada e merece. Tudo delicioso.
7 – Quality Meats
57 West 58th St
New York, NY 10019
Tel: +1 212-371-7777
O nosso almoço de Thanksgiving foi nessa nova casa do grupo Smith & Wollensky. Foi um almoço muito simpático e só com famílias americanas, não vimos nenhum turista alem de nós. O peru recheado com a farofa de cramberry estava divino!
Blackfriday
Compras e muitos descontos. Na Bloomingdale a cada US$ 100.00 consumidos davam um desconto de US$ 15.00. Em muitas lojas os descontos reais eram de 50 a 60 %.
Dica – nos museus onde a taxa de admissão sugerida for de US$ 1.00, siga a sugestão! Li no guia da Kátia Zero e funciona.
Chelsea
O bairro, que fica entre as Avenidas 10 e 11 e ruas 19 e 23, tem inúmeras galerias de arte. Vale a pena andar a pé e visitar algumas delas. São todas muito boas.
The Church of the Transfiguration
29 Mott Street,
New York, NY 10038,
Tel: +1 212-962-5157
Passeando pela rua vimos uma capela muito bonita e resolvemos entrar, tivemos uma surpresa maravilhosa! Encontramos um padre australiano no jardim simpaticíssimo que mora lá há 12 anos e nos convidou a conhecer a capela “little church around the corner” que é linda, século XIX, 1801, estilo georgiano, toda de madeira. Hoje a paróquia por estar em China Town é freqüentada por chineses e tem missas em inglês, cantonês e mandarim! Ao lado da capela tem uma igreja enorme que é chamada a da Transfiguração, muito bonita também com um órgão maravilhoso.
b4c75-foto14e28093littlechurcharoundthecorner
The Church of Transfiguration – Foto Internet
Algumas lojas interessantes:
1 – Anne Fontaine
Nascida e criada no Rio, Anne mudou-se para a França aos 20 anos onde criou e desenvolveu com êxito sua marca. Hoje tem uma fundação que ajuda a preservar a Mata Atlântica: morou com a tribo Canela na Floresta Amazônica quando tinha 17 anos. A marca é conhecida como a boutique branca. Você vai achar blusas incríveis. Para ela, estar chique começa com uma blusa branca perfeita.
2 – Jeans legging J Brand na Bloomingdale
O jeans legging da J Brand é uma boa compra! A proposta da marca de sucesso era fazer jeans clássicos e sofisticados com destaque para o corte excelente. A estratégia parece ter funcionado muito bem e o legging é uma novidade.
3 – Armani 5a. Avenida com a 56th Street
A Armani da 5a. Avenida costuma ter excelentes oportunidades e preços. Os vendedores são ótimos e é tudo de muito bom gosto como sempre.
4 – Victoria Secret da 57th Street
a rua 57 tem boas lojas para compras e se você quer passar pela Victoria Secret, a loja da 57 é a mais indicada pela qualidade e onde você tem a melhor escolha.
5 – Uniqlo
A mega store da UNIQLO no Soho impressiona por tudo! É linda, um design moderno e elegante. O nome mega já diz tudo sobre a loja, mais de 3 mil metros quadrados distribuídos em 3 andares. É difícil você entrar lá e sair de mãos vazias. A loja da 5ª Avenida também é muito boa e bem sortida.
546 Broadway – Soho
666 5th Ave @ 53rd Street
34th Street (btw 5th & 6th)
Philadelphia, PA.
Um ótimo programa é ir para a Philadelphia de trem, leva uma hora, ou duas se for de carro alugado, o que facilita os passeios pela cidade.
Barnes Foundation

Fundada em 1922 por Albert C. Barnes, um químico que fez fortuna colaborando com um remédio contra a gonorréia chamado argyrols e vendendo sua companhia na época certa, antes do advento do antibiótico. Desde 1912 começou a colecionar arte e foi assisitido pelo pintor William Glackens. Visitou Gertrude e Leo Stein com quem adquiriu familiaridade com os modernistas Henri Matisse e Pablo Picasso. Em 20 se aproximou de Amedeo Modigliani e Giorgio de Chirico, graças Paul Guillaume. Em 1922, Barnes começou a transformar sua coleção em uma Instituição Cultural.

bea98-foto15e28093barnesfoundation
Barnes Foundation – Foto Yeda Saigh

Marcel Duchamp

A obra enigmática de Marcel Duchamp “Étant donnés” descrita por Jasper Johns como “a mais estranha obra de arte em algum museu”, está permanentemente instalada no Museu desde 1969. Esse quadro tri dimensional oferece uma inesquecível e intraduzível experiência para aqueles que olham através de dois pequenos buracos numa parede de madeira.
abfc2-foto16e28093marcelduchampe28093etantdonnes
Marcel Duchamp – Étant Donnés – Foto Internet
A obra “Étant donnés” foi projetada especificamente para o Museu de Arte da Filadélfia, que tem a maior coleção do mundo de trabalhos de Duchamp. Através dos dois pequenos buracos pode-se ver uma mulher nua, deitada em uma pilha de galhos, segurando uma lâmpada na frente de uma cena campestre, ao lado de uma água que corre.
Freud diria ser uma obra sobre voyeurismo na arte, bem como uma metáfora sexual. Há quem diga que é uma homenagem de Duchamp à grande escultora brasileira Maria Martins com quem teve um caso amoroso: Maria Martins era casada com o embaixador do Brasil nos Estados Unidos na época.
Museu Rodin
O Museu Rodin aberto em novembro de 1929 foi projetado pelo arquiteto francês Paul Cret e pelo paisagista francês Jacques Greber. Seu fundador, o empresário e filantropo Jules E. Mastbaum deu o Museu à sua cidade natal como um presente atraindo mais de 390 mil visitantes em seu primeiro ano. Hoje é um dos ícones que definem a Filadélfia, com uma das coleções mais completas da obra de Rodin fora de Paris, um dos escultores mais famosos do mundo.
Ponto para a Delta Airlines, avião novíssimo, classe executiva excelente, com uma cama super confortável e serviço impecável!
Boa viagem!

Aos nossos queridos leitores um Feliz Natal!!

Serviço:
Katy Meira – tourguide
+1 (347) 677-7850
nyckatytour@gmail.com

Colaboradora: Virginia Figliolini Schreuders

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s