Passar uns dias em Londres no verão é muito agradável. A temperatura é quase igual a nossa de inverno!! 15 graus em média e dias muito bonitos de sol e céu azul. Uma boa idéia é ficar em um flat, o custo benefício é bem melhor do que ficar em um hotel.

Programas que recomendo:
Masterpiece – feira de arte, design e antiguidades
Já é considerada a segunda feira de artes mais concorrida do mundo: o preço de um estande por lá não sai por menos de 50 mil libras, podendo haver lista de espera para um júri especializado avaliar se a empresa está apta a participar de um evento deste porte.
Na feira encontra-se de tudo: barcos, motocicletas, cofres feitos sob medida, esculturas da Grécia Antiga à Arte Moderna, jóias das mais fantásticas… Inclusive esteve à venda a terceira maior pérola do mundo, que já foi da Imperatriz portuguesa Isabela, passou pela rainha da Escócia, Queen Mary Tudor e agora pertence ao governo do Catar.
89e2e-img_2783
Masterpiece London – Foto Internet 
Para se ter idéia da grandeza da feira, no último fim de semana, Londres recebeu a maior concentração já registrada de jatos privados – de diretores de bancos a presidentes de instituições de arte, importantes representantes do mundo todo foram “fazer um shopping” na capital inglesa.
Um dos stands mais bonitos na minha opinião, era o do Jorge Welsh com suas porcelanas deslumbrantes da Cia. das Índias.
a11fe-img_2773
Jorge Welsh, Porcelana Oriental e Obras de Arte – Foto Yeda Saigh 
Rua da Misericórdia, 43 1200-270 Lisboa, Portugal
Tel.: + 351 21 395 3375
116 Kensington Church Street, Londres W8 4BH
Tel.: + 44 (020) 7229 2140
Os restaurantes Scott’s e Le Caprice estavam lá e foi onde almoçamos, estava muuuuito bom! Os arranjos de hortênsias deslumbrantes!
338e7-img_2777
Restaurante Scott’s – Foto Yeda Saigh
Chatila é uma das mais famosas joalherias de Londres. Expôs pela primeira vez no Masterpiece e exibiu jóias magníficas ‘one-off’ de diamantes da sua coleção de Bond Street. Um dos três filhos do Chatila – Marwan Chatila, declarou: “Temos visto muito interesse. Com certeza voltaremos no ano que vem!
Hancocks, uma bem conhecida cadeia de lojas londrina exibiu uma pulseira Art Deco com um desenho geométrico impressionante de Fouquet por £ 875.000,00.
O fornecedor de livros raros Peter Harrington, apresentou a primeira edição do romance “O Grande Gatsby” por £ 120.000, aproveitando o sucesso da nova versão Hollywoodiana do filme que está no momento nos cinemas mundo a fora, estrelado pelo ator Leonardo Di Caprio.
Local: Royal Hospital Chelsea
Royal Hospital Road SW3 4SR
Curiosidades
Todos os museus de Londres são gratuitos.
Quase todos os museus têm um folheto com as 10 obras mais importantes do seu acervo, indicando como chegar em cada obra e cotando a história de cada uma. É super divertido fazer essa caça ao tesouro: você conhece o museu todo em pouco tempo sem se cansar e vendo somente o que tem de mais importante em cada um.
Victoria & Albert Museum ou V&A
é talvez o maior museu de artes decorativas e design, dispondo de uma coleção permanente superior a 4.5 milhões de objetos.
Foi fundado em 1852 como museu do Sul de Kensington, e desde então o V&A tem crescido e prevê aumentar ainda mais o espaço atual. As suas coleções mostram 5.000 anos de arte, desde os tempos antigos até ao presente.
94662-img_2433
Victoria and Albert Museum – Foto Yeda Saigh
National Gallery
Fundada em 1824, é um dos mais importantes museus da Europa e um dos mais conhecidos do mundo. Fica em Trafalgar Square, bem no centro de Londres, e abriga uma coleção de mais de 2.300 pinturas, que vão do século XIII até o início do século XX. Em 1824 a House of Commons comprou toda a coleção de arte do famoso banqueiro John Julius Angerstein, por 57.000 libras. Desde então a alta sociedade internacional da Europa e dos EUA começaram a frequentar o museu.
ea8c7-img_2596
National Gallery – Foto Yeda Saigh
O Estado fez questão de aumentar o número de visitantes e permitiu a entrada a todas as classes sociais e assim era freqüente encontrar uma duquesa ao lado de uma vendedora de flores.
Durante a Segunda Guerra Mundial, devido ao perigo iminente de bombardeamentos na cidade de Londres, numa quarta-feira, 23 de Agosto de 1939, a Galeria Nacional fechou as suas portas ao público, de forma a evacuar todas as pinturas para um local seguro e secreto.
e83ba-img_2592
Quadro do Pintor Johannes Vermeer – Foto Yeda Saigh
Exposição Veermer e Música – “A arte e o amor pelo lazer.”

Para quem viu o filme “Garota com brinco de pérolas” estrelado por Scarlett Johansson em 2003, conhece o famoso pintor holandês Veermer e o quadro do mesmo nome, admirador da música onde encontrou uma grande inspiração.

Holandês, nascido em Deft em 1632, Johannes Vermeer foi um pintor de poucas obras – restam apenas 35 das 76 obras atribuídas a ele – o que mostra ter sido um artista de processo lento e detalhista. Faleceu jovem, com apenas 43 anos. Suas marcas são obras com jogos de luzes, retratando a vida da classe média holandesa.

Foto 7 - Johannes Vermeer
Johannes Vermeer – Foto Yeda Saigh

Vermeer and Music, the Art of Love and Leisure é uma exposição pequena, mas reúne 5 dos 35 quadros de Vermeer: dois da National Gallery de mulheres tocando virginais, um da Coleção Real, “A aula de música“, um da Kenwood House, “A tocadora de viola” e o último de um colecionador particular americano, “Jovem sentada ao virginal”.

O que Veermer captura tão brilhantemente é este senso da música criada naquele exato instante, nos deixando imaginar o que havia acontecido ou o que aconteceria a seguir, disse o diretor da Academia de Música Anciã, Richard Egarr.

Além dos quadros do mestre de Delft, estão sendo exibidas pinturas de outros contemporâneos de Vermeer mostrando a importância da música na sociedade holandesa de então.

Além disso, para quem quer ouvir o que é “tocado” nos quadros, foram programados micro concertos com instrumentistas da Academy of Ancient Music.

Museu de História Natural
São 70 milhões de espécies ou itens, catalogados em cinco grandes grupos: Botânica, Entomologia, Mineralogia, Paleontologia e Zoologia. Existe também um jardim de vida saudável, que inclui várias espécies nativas de fauna e flora.
ec53e-img_2470
Museu de História Natural – Foto Yeda Saigh
Fundado em 1881 como departamento do Museu Britânico: muitas das coleções têm um grande valor histórico e científico, como as espécimes coletados por Darwin. A biblioteca contém extenso e variado material: livros, jornais, manuscritos e coleções de arte. Uma das exclusividades é a exposição permanente de esqueletos de dinossauros.
Cromwell Rd, London SW7 5BD
Tel.: + 44 20 7942 5000
Curiosidade
O London Pass facilita a entrada para as melhores atrações de Londres, e também dá direito a muitos descontos, promoções e brindes!
London Museum Pass website
Exposição Genesis – Sebastião Salgado
O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado considera os oito anos em que passou documentando as paisagens mais dramáticas do mundo e comunidades indígenas, um preço pequeno a pagar por sua arte.
Sua mais recente exposição, “Gênesis”, no Museu de História Natural, traz imagens marcantes monocromáticas de florestas tropicais exuberantes, geleiras gigantescas e pinguins da Antártica ao lado de tribos indígenas, como a brasileira Zo’é e a siberiana Nenets. “Foram necessário oito anos para fotografar tudo isso”, disse Salgado apontando para suas imagens cativantes de albatrozes, baleias e pinguins de uma viagem à Argentina e Antártica.
e5cfd-namibia-africa
Exposição Genesis – Sebastião Salgado – Foto Yeda Saigh
“Parece muito tempo, porque para nós, o tempo passa muito rápido e oito anos parece muito, mas na verdade na velocidade do planeta e da natureza, oito anos não é nada”, afirmou ele.
A exposição é a terceira grande exploração de Salgado sobre questões globais, e ele espera que possa ajudar as pessoas a refletir sobre a natureza de uma forma diferente. “Eu queria apresentar lugares que não foram tocados e que permanecem assim intactos até hoje. Eu quero que as pessoas vejam o nosso planeta de outra forma, sintam-se comovidas e se aproximem disso”, afirmou.
Um dos últimos de uma geração de fotógrafos tradicionais que ainda imprimem fotografias, Salgado, de 69 anos, admite que ainda edita suas fotos à moda antiga, usando folhas de contato.
British Museum
O Museu Britânico representa diversos aspectos da sociedade inglesa vitoriana e do pensamento político e científico do século XIX. Aberto em 1759, após a aprovação do rei Jorge II em 1753, foi o primeiro grande museu público, gratuito, secular e nacional em todo o mundo.
5a158-img_2715
British Museum Library – Foto Yeda Saigh
Ao ser fundado, o Museu Britânico reuniu três coleções: a Cottonian Vermeer Library, coleção de manuscritos medievais de Sir Robert Cotton (1570-1631), os manuscritos da coleção do Conde de Oxford, Robert Harley (1661-1724) e a enorme coleção de Sir Hans Sloane (1660-1753), composta de antigüidades clássicas e medievais, moedas, manuscritos, livros, quadros e gravuras.

O museu não estava tão distante dos gabinetes de curiosidades que marcaram a Europa no século XVIII: era pouco mais do que um enorme amontoado de objetos sem nenhuma classificação ordenada, apresentados para “exaltar o espírito e enaltecer o progresso da humanidade”.

Visitar o museu fazendo o percurso das 10 obras mais famosas é muito divertido, você consegue percorrer o museu todo em menos de duas horas e ver a grandiosidade da coleção!

Exposição Life and Death Pompeii and Herculaneum
No ano 79 AD, em 24 horas somente, duas cidades na Baia de Nápoles no sul da Itália foram soterradas pela catastrófica erupção do vulcão Vesuvius. Preservadas em baixo das cinzas, as cidades permaneceram soterradas por 1.600 anos; sua redescoberta forneceu uma visão sem precedentes na vida diária do Império Romano.
Começando com uma rua movimentada e movendo-se através dos espaços íntimos de uma casa, você será transportado para a vida dos romanos comuns, cerca de 2.000 anos atrás, antes da devastação atingí-los. Uma exposição a não perder!
96b33-pompeii_300
Exposição Life and Death – Pompeii and Herculaneum – Foto Yeda Saigh
Great Russell St, London WC1B 3DG
Tel.: + 44 20 7323 8299
Passeios
Como ficamos em frente ao Kensington Park visitamos tudo o que o Parque oferece, até fizemos um pic-nic no domingo como os ingleses e foi maravilhoso! Recomendo muito andar pela rua das Embaixadas, antes de entrar no parque, é linda!
28b54-img_2631
Pic-Nic no Kensington Park – Foto Yeda Saigh 
Kensigton Palace
Kensington Palace é uma residência real situada em Kensington Gardens. Tem sido utilizada pela Família Real Britânica desde o século XVII. Durante setenta anos, o Palácio de Kensington foi a residência favorita dos monarcas britânicos, embora a sede oficial da corte permanecesse no St. James’s Palace até a mudança para o Buckingham Palace em 1837, com a Rainha Vitória.
abb4c-img_2481
Rainha Vitória – Kensington Palace – Foto Yeda Saigh
O tour “Victoria Revealed” é muito interessante: visita-se todos os aposentos da Rainha Vitória com fotos dela, do príncipe Albert, de todos seus filhos e de quando ela ficou viúva e muito triste. Conheça a mulher, a esposa e a mãe atrás da coroa com suas próprias palavras.
Não perca a outra tour no King’s State Apartments, você é convidado mais uma vez a jogar o Jogo da Corte: cheio de mistérios e esconderijos esse tour faz você descobrir os segredos da corte do Rei George.
Exposição de Fashion Rules – Kensington Palace
Exposição de roupas da rainha Elizabeth, Princesa Margareth e Lady Di, muito bonita, uma exposição pequena, cinco salas, 21 vestidos. A moda dita algo mais do mais do que a elegância. Dita comportamento, formata imagens, constrói ou corrói reputações e no caso das três mulheres em foco, revela o poder do “diplomatic dressing”.
0494c-img_2877
Exposição Fashion Rules – Kensington Palace – Foto Yeda Saigh
 Foi essa a intenção do Historic Royal Palace ao encomendar a curadoria da exposição Cassie Davies Strodder: mesmo obedientes ao protocolo,  as mulheres da realeza incorporam padrões mundanos no vestir, impõe estilo e em certos momentos fazem mais pelas relações político-diplomáticas da Coroa do que os moradores da 10, Downing Street.
78b5d-img_2920
Vestido Vermelho de Lady Di – Foto Yeda Saigh

A exposição viaja por quatro décadas, de 1950 à 1990. Cada década está ilustrada com capas da Vogue inglesa além dos modelos nas vitrines, e para cada uma das três tem um breve documentário. Luz inimista, música suave, tudo com muito glamour. A primeira sala é da Rainha Elizabeth nos tempos de princesa, a segunda dedicada a Princesa Margareth, irmã da rainha e a terceira a Lady Di.

Serpentine Gallery
Quando você for andar no Kensington Park vá até a Serpentine Gallery, é uma das mais requisitadas de Londres de arte moderna e contemporânea com um público de até 800 mil visitantes por ano.
2bf06-img_2643
Serpentine Gallery – Foto Yeda Saigh
 Não deixe de ver a obra Rock on Top of Another Rock do artista suiço Fischli Weiss. Está no gramado bem na entrada da Galeria.
7a213-img_2669
Rock on Top of Another Rock – Fischli Weiss – Foto Yeda Saigh
O Pavilhão da Serpentine Gallery – 2013 – desenhado pelo ultra premiado arquiteto japonês Sou Fujimoto ocupa 350 mts do gramado em frente a Galeria, feito de cabos de aço, formando uma treliça com uma aparência leve e semi-transparente.
26abe-img_2649
Serpentine Gallery Pavillion – Sou Fujimoto – Foto Yeda Saigh
Kensington Gardens, London W2 3XA
Tel.: + 44 20 7402 6075
Diane Fountain – Continuando o seu passeio pelo Kensington Park vá até o Memorial de Diana, Princesa de Gales: foi aberto pela Rainha Elizabeth no dia 6 de julho de 2004. É uma fonte diferente, plana e redonda, foi construída 545 peças de granito Cornish. O projeto tem como objetivo refletir a vida de Diana.
c3465-img_2658
Diane Fountain – Kensington Park – Foto Yeda Saigh
Saachti Gallery
É uma galeria de arte contemporânea, aberta por Charles Saatchi em 1985, a fim de apresentar sua coleção particular para o público. A galeria tem sido uma grande influência sobre a arte na Grã-Bretanha desde a sua abertura. Vimos uma exposição da artista Annie Kevans bem polêmica: uma sala com desenhos de 29 ditadores quando crianças.
adf25-img_2599
Saachti Gallery – Foto Yeda Saigh
Hoje Charles Saatchi é também conhecido por ser marido da famosa Nigella Lawson, muito famosa por seu programa de aulas de cozinha que são fantásticas! No último mês o casal teve uma briga feia na porta do restaurante Scott’s com grande repercussão no You Tube.
London Eye

Também conhecida como Millennium Wheel é uma roda-gigante inaugurada no final de 1999 e hoje um dos pontos turísticos mais disputados da cidade. Foi construída para comemoração do milênio, mas devido ao seu sucesso foi mantida até hoje. Leva 30 mns para dar uma volta completa e a vista que se tem da cidade de Londres é magnífica.

A London Eye oferece pacotes para alugar uma cabine (cabem 30 pessoas) por uma hora e dar uma festa particular com garçons servindo aperitivos e champagne.

9590f-img_2830
London Eye – Foto Yeda Saigh
Restaurantes
Orangerie – Kensington Park
Com uma localização maravilhosa esse restaurante do século XVIII fica dentro do Kensigton Park. Quem me deu esse endereço foi uma amiga que mora em Londres: muito pouco conhecido por turistas, sem reserva não tem lugar de jeito nenhum. Servem almoço de 12hs às 14h30 e chá de 15 hs às 18 hs.
54416-img_2927
Restaurante Orangerie – Kensington Park – Foto Yeda Saigh 
Jamie Oliver – super badalado, a decoração é muito legal, está sempre cheio: faça sua reserva antes e se der, assista uma aula de cozinha dada por ele no andar de cima.
Existem três Jamie Oliver em Londres:
48-50, St John’s Rd. London
Tel.: + 44 20 3006 0001
Westfield Stratford City. London Borough of Newham
Tel.: + 44 20 3535 8063
15, Westland Pl. London
Tel.: + 44 20 3375 1515
202 London – na avenida chique de Notting Hill, para almoçar é ótimo e muito bem freqüentado, comida bem interessante. Serviço bom, gostamos tanto que almoçamos lá duas vezes.
202, Westbourne Grove, London W11 2RH
Tel.: + 44 20 7727 2722
Kensigton Place, ótimo, com uma peixaria ao lado, tudo super fresquinho.
Decoração simples de acordo com a proposta, serviço excelente! Começamos com sopa de peixe que estava muito saborosa e em seguida comemos peixe grelhado. A lista de vinhos é bem escolhida.
201, Kensington Church St, London W8 7LX
Tel.: + 44 20 7727 3184
f925e-img_2501
Restaurante Kensington Place – Foto Yeda Saigh 
Zafferano
Há uma razão para o sucesso deste restaurante ano após ano. O Zafferano sabe exatamente como proporcionar um serviço de primeira classe, impecável e ambiente bem localizado em uma área magnífica de Londres. Maravilhoso!
15, Lowndes St, London SW1X 9EY
Tel.: + 44 20 7235 5800
Randa
Comida libanês ótima, recomendo o kibe de bandeja e o taboule, parecem feitos em casa. O pessoal é simpaticíssimo, voltamos lá várias vezes. Você pode relaxar e fugir do barulho e da agitação da movimentada High Street Kensington.
Ottolenghi
Fui no delivery perto do flat e é uma ótima pedida para comprar comidas para um pic-nic, desde tortinhas salgadas, sanduíches de salmon com creme fresco e deliciosas tortas de sobremesa, a de morango estava de comer de joelhos!!
1, Holland Str. London W8 4NA
Tel: +44 20 7937 0003
287, Upper St. London
Tel.: + 44 20 7288 1454
13, Motcomb St. London
Tel.: + 44 20 7823 2707
63 Ledbury Rd. London
Tel.: + 44 20 7727 1121
Bibendum

O restaurante é dentro de uma antiga fábrica de pneus Michelin, super simpática com uma decoração bem decô. No andar de baixo servem comidas mais leves e sanduíches e no de cima serviço é perfeito e a comida é excelente!

O nome Bibendum é o mascote da empresa francesa de pneus Michelin. Um dos mais antigos mascotes do mundo foi criado em 1898. O nome tem origem na frase latina ” nunc est bibendum” (Bebamos agora).

ce345-img_2551
Restaurante Bibendum – Foto Yeda Saigh 
81, Fulham Rd, London SW3 6RD
Tel.: + 44 20 7589 1480
Otto e Mezzo
O foie gras de pato, a lagosta, a carne – tudo excelente e preparado com perfeição! mas no verão achamos um pouco triste, fica no porão um pouco escuro e o dia apesar de já ser 8 hs da noite ainda estava ensolarado.
Locanda Ottoemezzo
2/4, Thackeray Street off Kensington Square, London W8 5ET
Tel.: + 44 20 7937 2200
San Lorenzo
Funciona há 50 anos no mesmo endereço, fui há alguns anos e continua ótimo! Ponto de encontro de celebridades e favorito da princesa Diana, San Lorenzo tem uma atmosfera de intimidade com o seu ambiente de luxo. A comida é tradicional italiana.
22, Beauchamp Pl, London SW3 1NH
Tel.: + 44 20 7584 1074
Clark’s
Dos bons restaurantes que fomos nessa viagem! Fundado por Sally Clarke há 25 anos, é muito premiado. Os menus mudam diariamente com receitas adequadas para a temporada. A mussarela de búfala vem de Nápoles, os azeites da Toscana e a extensa carta de vinhos da Europa, da Austrália e dos melhores vinhedos da Califórnia.
124, Kensington Church St, London W8 4BH
Tel.: + 44 20 7221 9225
Obikà Muzzarella Bar
Está fazendo muito sucesso em Londres esse restaurante napolitano, comida deliciosa, ambiente simples e chique, freqüência ótima.
96, Draycott Avenue, London WS3 3AD – South Kensington
Tel.: + 44 20 7581 5208
Teatros
Royal Albert Hall
É um teatro em South Kensington com capacidade para mais de 8.000 pessoas. Foi inaugurado em 1971 pela rainha Vitória em memória do seu falecido marido Alberto, por quem ela tinha uma verdadeira paixão. No verão sempre tem programas ótimos, não deixe de ir ver um ballet ou assistir a uma orquestra.
aed45-img_2583
Royal Albert Hall – Foto Yeda Saigh 
The Globe Theatre
Construído em 1599, Shakespeare tornou-se um de seus sócios, transformando-o em arena para as representações de suas peças como Hamlet e Rei Lear. Destruído devido ao grande incêndio de Londres em 1624, o teatro foi reconstruído em 1996 ao lado da construção original, sendo agora chamado de Shakespeare’s Globe Theatre.
Assistimos a peça “A Midsummer Night’s Dream.” Muito bem encenada e com um cenário e figurino deslumbrante.
767b4-img_2685
Globe Theatre – Foto Yeda Saigh  
21, New Globe Walk, Bankside, London SE1 9DT
Tel.: + 44 20 7902 1400
Para terminar, como não podia deixar de ser, uma frase de Shakespeare
“A alegria evita mil males e prolonga a vida.”
Colaborador: Pedro Henrique de A. Pereira


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s