Viagem ao Sul II – Ilha de Florianópolis

Para quem não sabe, Florianópolis fica na ilha de Santa Catarina e se conecta ao continente apenas num único ponto onde foi construída a ponte Hercílio Luz (uma das maiores pontes pênseis do mundo), inaugurada em 1926.

Desde que foi fechada, em 1982, por medida de segurança, a Ponte Hercílio Luz serve de cartão postal, como ponto de referência e para embelezamento da cidade. A ponte completou 71 anos de idade e passa por um processo de renovação com intuito de preservá-la. A obra clássica da engenharia internacional foi tombada como patrimônio histórico e artístico. A ponte projetada e construída durante o governo de Hercílio Luz é de autoria dos engenheiros norte-americanos Robinson e Steinmann. O então governador Hercílio Luz decidiu-se pela construção da ponte para consolidar Florianópolis como Capital de Santa Catarina. Àquela altura, as outras cidades consideravam a Ilha muito distante para ser o centro administrativo e político do Estado e, em consequência, havia um movimento pregando a mudança da Capital para Lages.

d444b-sc002
Ponte Hercílio Luz – Cartão de Visita de Florianópolis – Foto Internet

Ao norte da Ilha de Santa Catarina ficam as praias mais admiradas por turistas estrangeiros e também brasileiros. Recebem também grande número de esportistas pela posição geográfica que ocupam, favorecendo esportes como surf, vela, parapente entre outros. Entre as principais estão: Canasvieiras, Cachoeira, Ponta das Canas, Lagoinha, Brava, Ingleses, Santinho, Jurerê (Tradicional e Internacional) e Daniela. Abaixo vou falar de algumas delas:

Praia do Jurerê

Classificada pelo Guia 4 Rodas como uma atração 3 estrelas (a pontuação máxima da categoria), a praia de Jurerê ”ferve” no verão catarinense. A localização é privilegiada: Jurerê fica na região norte da ilha de Santa Catarina, entre as praias de Canasvieiras e do Forte, a 23 km do centro de Florianópolis e a 35 km do aeroporto. Seus poucos mais de 4 km de extensão são cobertos por areia clara e fina, banhada por mansas ondas verde-claras que, combinadas com o vento constante, fazem de Jurerê uma das melhores raias náuticas do mundo. Não é à toa, portanto, que a praia abriga o Iate Clube de Santa Catarina. Opções de lazer não faltam: além de aproveitar a praia, os freqüentadores podem fazer caminhadas na Estação Ecológica de Carijós – uma das áreas de manguezal mais preservadas do país –, visitar a Fortaleza de São José da Ponta Grossa (construída em 1740, na divisa entre Jurerê e a praia do Forte, e tombada pelo patrimônio histórico), passear e fazer compras no Open Shopping, deliciar-se com a gastronomia local e curtir os badalados bares e clubes noturnos da região.O Hotel Villas del Sol y Mar conta com 24 suítes espalhadas em 4 torres e 18 casas num condomínio ao lado, onde o hóspede pode também usufruir de todos os serviços do hotel. O café da manhã e o jantar estão incluídos na diária. Num enorme terreno ao lado fica o espaço Villas Gourmet, onde se pode organizar festas privadas ou desfrutar das festas oferecidas pelo hotel (réveillon, carnaval). Marilda Mendes, é a proprietária do hotel e dessas 18 casas no condomínio, que se chama Residencial Ilha de Santa Catarina (o condomínio inteiro tem 45 casas, as outras 30 são particulares)

ad863-foto2-cond-sta-catarina
Hotel Villas del Sol y Mar – Foto Yeda Saigh

Começou comprando uma casa desse condomínio feito pela Habitasul (construtora) há 20 anos. Desde a inauguração em 2002, Marília e a família estão sempre a par de tudo que acontece em suas dependências. “Hotelaria nunca fica pronta”, afirma Daniel Mendes, filho dos proprietários do Hotel. “O investimento e o aperfeiçoamento dos serviços precisam ser constantes.” Para garantir a personalização e o bom atendimento, o hotel é administrado pela família, incluindo os cuidados da matriarca, Marilda Mendes, que imprime em cada canto do hotel anos de experiência com o mercado da moda e do luxo.

Convivência com o bem viver é o que não falta à família, que tem um perfil empresarial de sucesso, que inclui de butique e grife de moda a pequenas hidrelétricas. “O Villas é um retrato da nossa história de 30 anos em contato com a moda e com o luxo”, diz Marilda. As casas dão direto na praia que é estreita na frente do condomínio.

6bd1a-foto3-marildamendes-proprietc3a1riadovillasymar
Marilda Mendes, proprietária do Villas Sol y Mar – Foto Yeda Saigh

Saindo do hotel à direita vai-se a pé até a praia vizinha, onde fica o Yatch Club, por uma pequena trilha no morro e se quiser continuar a caminhada ainda tem mais duas pequenas praias lindas. Areia branca, vale a pena ir a pé, a paisagem é maravilhosa. Vê-se toda a baia até a Ponta dos Ganchos e, em frente, a ilha do Francês. Saindo do hotel e indo para o lado esquerdo da praia é Jurerê Internacional, onde a cada tanto pode-se subir escadas de madeira, que levam a lounges, com um caminho muito bonito entre os restaurantes, as casas e a praia.

Considerada uma das praias mais limpas do Brasil, Jurerê é realmente limpíssima, com latas de lixo a cada tantos metros. Os vendedores ambulantes da praia são muito diferentes de outros lugares: é tudo muito organizado, e dá para perceber que existe um órgão responsável por trás de toda essa organização. Pasmem! Tem até um carrinho muito chique que vende Pró-seco.

ce39e-foto4-praiajurerc3aa-vendedorambulante
Praia Jurerê – Venderor Ambulante – Foto Yeda Saigh

Jurerê é dividida em dois: Jurerê Internacional e Jurerê Tradicional. O Internacional tem restaurantes ótimos: Café Riso, Café de La Musique (dão na praia). Atrás, na avenida que está bem ao meio do condomínio, tem um pequeno shopping ao ar livre com ótimas lojas e restaurantes: Sim’s que é muito bom, Don Rodrigues (burguer’s, pizzas), um café, uma doceira etc. As casas em Jurerê Internacional são grandiosas, como nunca vi em nenhuma outra praia em lugar nenhum. Avenidas largas e asfaltadas, é um pouco over para uma praia, na minha opinião.

e27ac-foto5-cafferiso
Café Riso – Foto Yeda Saigh

O nome Jurerê (Y-Jurerê-Mirim que significava boca d’água pequena) foi um dos nomes dado à ilha pelos índios Carijós (primeiros habitantes desse local). Em Jurerê foram descobertos três sambaquis, verdadeiros tesouros arqueológicos. São depósitos de detritos dos primeiros habitantes indígenas do litoral (conhecidos como coletores), formados por materiais orgânicos e calcários (cascas de moluscos e restos de esqueletos marinhos) sedimentados, que se acumularam durante centenas e até milhares de anos.

Praia dos Ingleses

O principal ponto turístico do lugar é a própria praia que tem quase cinco quilômetros de extensão. A estreita faixa de areia é banhada por mar aberto de uma água muito azul. As ondas não são muito grandes, mas dá para os surfistas aproveitarem. Muitos turistas argentinos, perdendo apenas para Canasvieiras.Praia de Canasvieiras

Localizada ao norte da Ilha de Santa Catarina, a praia tem pouco mais de 2 km de comprimento e a linda Ilha do Francês em frente, que é muito bonita. Também lotada de argentinos.Lagoa da Conceição

Muito bonita. Um passeio que vale a pena. Passear em volta da lagoa, admirar a paisagem, saborear um prato de frutos do mar ou tomar um café. Fica a apenas 20 km do centro da cidade e o que a torna mais atraente é o fato de ter praias, dunas e montanhas, além de ser a maior lagoa da ilha. Nas dunas entre a Lagoa da Conceição e a Joaquina nasceu o sandboard. Dos morros em volta saem parapentes e asas-delta. E, para terminar, existem várias trilhas para os passeios ecológicos e de mountain bike. Apesar de ter rendeiras (mulheres que fazem renda no caminho da Praia Mole) o forte da Lagoa são os restaurantes e tem uma vida noturna intensa. É o lugar turístico mais conhecido da cidade.

a64e0-foto6-lagoadaconceicao
Lagoa da Conceição – Foto Internet

Praia Joaquina

Fica próximo da Lagoa da Conceição. É uma praia grande, linda e muito conhecida pelos campeonatos internacionais de surf.Praia Mole

Frequentada pela garotada, a Praia Mole tem este nome devido à areia solta e macia. De dia os frequentadores usuais são os surfistas e praticantes de parapente, que aproveitam a encosta sul como rampa de decolagem. Nos dias mais quentes a paquera toma conta do lugar.Ao sul da Ilha encontramos o aspecto rústico da vida dos pescadores, além de verdadeiros paraísos da natureza e de marcos da nossa história colonial. Em Ribeirão da Ilha, uma das primeiras comunidades do Estado, ainda há um pequeno número de construções da primeira metade do século 20. Nessa região também está localizada a rota das Ostras. Uma boa pedida é ir comer ostras num dos vários restaurantes disponíveis tais como: Rancho Açoriano, Ostras e Ostras Coisas e Ostradamus. Ainda no Sul da Ilha temos a Praia do Campeche, com seus longos trechos de areias brancas, as praias do Morro das Pedras, Armação e Matadeiro e a Lagoa do Peri, que é uma reserva ecológica.

Praia do Matadeiro

Localizada no sul da Ilha, do lado do Oceano Atlântico, a praia do Matadeiro é separada da praia da Armação por um córrego de água doce. O mar é gelado, ondas boas atraindo surfistas. Do final da praia sai uma das trilhas para a praia da Lagoinha do Leste, que são preservadas da ação do homem, com lagoas, mangues e vegetação nativa. Na visita não deixe de conhecer a praia do Pântano do Sul e saborear os pratos típicos da Ilha.Essas praias quase não são freqüentadas por turistas. Há cerca de pouco mais de uma década, jovens (esportistas, cozinheiros recém formados, arquitetos entre outros) de outros estados do Brasil, atraídos pelas belezas da Ilha e no desejo de mudar o modo de vida, deixaram cidades grandes como São Paulo para tentar um futuro na Ilha. Por motivos econômicos o sul da Ilha era quase sempre o primeiro local escolhido para viver, mas a oferta imobiliária era pobre. Começaram a surgir pequenos loteamentos com casas novas e modernas, que aos poucos estão mudando o perfil dessa região.

Santo Antonio de Lisboa

Uma das três localidades mais antigas da ilha de Santa Catarina e local dos primeiros imigrantes açorianos que aqui chegaram por volta de 1698. No largo principal ainda podemos ver uma Igreja (Igreja de N. Sra. Das Necessidades) da metade do século 18, de nítida influência da fase de colonização do litoral brasileiro. Há ainda pequenas lojas, restaurantes “pé na areia”, casas antigas e uma vista linda de toda a baia. Vê-se até a antiga ponte Hercílio Luz, que une Florianópolis ao continente.

d237d-foto7-sto-antoniodelisboa
Santo Antonio de Lisboa – Foto Yeda Saigh

Ilha dos Papagaio

Uma ilha inserida no belo litoral de Santa Catarina. É este o cenário deslumbrante da Ilha do Papagaio, localizada no município de Palhoça. Desde 1992, a família Sehn, descendentes de alemães, construiu uma pousada que hoje conta com 20 chalés, com uma vista deslumbrante para a Baía da Pinheira. A Ilha do Papagaio tem sete trilhas que cortam os 142 mil m²de seu terreno, dos quais 12 hectares são reserva de Mata Atlântica. Vale a pena fazer um passeio de barco e ir conhecer a Praia do Sonho ou a Guarda do Embaú. O restaurante comandado pelo chef Jarbas Meurer é recomendado.Boa viagem e aproveitem a Santa, Bela Catarina!!

A partir dessa semana vou incluir dicas, mesmo que não estejam relacionadas com o artigo.

1 – O programa do Álvaro Garnero, sábados à noite na Record, sobre viagens é muito interessante e vale a pena ver. Sábado passado viajou pelo Estado do Espírito Santo e pude ver lugares incríveis que nem sabia que existiam.

2 – O caderno de Turismo do Jornal O Estado de São Paulo finalmente mudou seu layout!!!! Ficou ótimo, muito mais prático, fácil de levar na bolsa e melhor para ler. Já tinha comentado sobre esse assunto, referindo-me ao Jornal do Brasil, no artigo Rio de Janeiro 2.

3 – Gol ida e volta – foi bom custo-benefício – compra pela Internet.

Serviço
Hotel

Villas del Sol y Mar
Rua Jorge Cherem, 84
Praia do Jurerê, Florianópolis
Santa Catarina, Brasil
Tel. (11) 3123.3060
Tel. (48) 3282.0863
http://www.villasdelmar.com.br

Café Riso Plage
Al. César Nascimento,
Posto de Praia 1 Jurerê Internacional,
Florianópolis
Santa Catarina, Brasil
Tel. (48) 3223.8753
http://www.caferiso.com.br

Café dela Musique
Av. Dos Merlins, Posto de Praia 1– B
Jurerê Internacional, Florianópolis
Santa Catarina, Brasil
Tel. (48) 3282.1325

Sim’s Lounge Bar e Restaurant
Av dos Búzios, 1800
Jurerê Internacional, Florianópolis
Santa Catarina, Brasil
Tel. (48) 3282.1597

Don Rodriguez
Av. Dos Búzios,1800
Jurerê Internacional, Florianópolis
Santa Catarina, Brasil
Tel. (48) 3282.1995

Restaurante Rancho Açoriano
Rodovia Baldicero Filomeno, 5634
Ribeirão da Ilha, Florianópolis
Santa Catarina,
Brasil Tel. (48) 3337.0848

Restaurante Ostras e Ostras Coisas
Rodovia Baldicero Filomeno, 6520
Ribeirão da Ilha, Florianópolis
Santa Catarina, Brasil
Tel. (48) 3233.3358

Restaurante Ostradamus
Rodovia Baldicero Filomeno, 7640
Ribeirão da Ilha, Florianópolis
Santa Catarina,
Brasil Tel. (48) 3337. 5711

Pousada Ilha do Papagaio
Caixa Postal 11 88131-970
Palhoça Santa Catarina,
Brasil
Tel. (48) 3286.1242

Programa 50 por 1
Rede Record
Álvaro Garnero
http://www.50por1.com.br

Colaboradora: Virginia Figliolini Schreuders

Um comentário em “Viagem ao Sul II – Ilha de Florianópolis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s