Chicago é uma das cidades mais bonitas que eu conheço: a arquitetura de seus prédios é maravilhosa, tornando a cidade majestosa! A cidade é muito limpa, muitos edifícios novos, canteiros com flores nas ruas, realmente vale uma visita! Antes de entrar no Turismo, vou contar um pouco da história de Chicago para vocês entenderem os motivos de algumas das maiores mudanças no perfil dessa cidade.
f6e68-foto1-skyline
Skyline – Foto Internet

Chicago é a terceira maior cidade dos Estados Unidos, fica no estado de Illinois, às margens do Lago Michigan. Tem 2 896 016 de habitantes (censo de 2000), com mais de nove milhões de habitantes em sua região metropolitana.

7e25c-foto2-downtownchicago
Downtown – Foto Internet

Chicago foi fundada em 1830, recebendo o estatuto de cidade em 1837. E continua a ser um dos maiores centros empresariais do mundo, com seu downtown dominado por altíssimos arranha-céus. Até século XIX os Nativos americanos Potawatomis habitavam a região, antes da chegada dos primeiros europeus. A presença destes nativos data desde 3000 A.C. Perto do final do século XVII, exploradores passaram pela região, onde nativos potawatomis viviam perto do atual Rio Chicago. O nome dado pelos nativos ao rio era Checagou, sendo que o nome da cidade tem sua origem nesta palavra nativa. Os primeiros europeus a passarem pela região onde atualmente fica a cidade de Chicago são os franceses Louis Joillet, um explorador, e Lacques Piquette, um missionário. Em 1683, jesuítas franceses fundaram um assentamento na região, o Fort de Chicago.

Pouco se sabe sobre a história da região, desde então, e até 1779, quando um comerciante, Jean Baptiste du Sable, um imigrante haitiano negro, fundou o primeiro assentamento permanente, na foz do Rio Chicago.
No final do século XVIII, a área onde Chicago atualmente se localiza foi cedida pelos nativos ao governo dos Estados Unidos, pelo Tratado de Greenville.
Em 1834, o governo americano forçou os potawatomi, sioux e outros nativos que viviam na região a venderem suas terras. Foram forçados a se mover para reservas nativas, localizadas em Kansas. Um total de 3 mil nativos migraram forçadamente, e a pequena vila de Chicago então cresceu bastante. Apenas três anos após a saída dos nativos, a vila já tinha aproximadamente 4 mil habitantes. Em 4 de março de 1837, Chicago foi elevada ao posto de cidade.
Por volta de 1848, um canal foi construído, conectando o Lago Michigan com o sistema hidroviário do Rio Mississippi-Missouri, tornando assim a cidade de Chicago num centro primário nacional de transportes.
Por volta da década de 1850, grandes quantidades de ferrovias foram construídas, conectando a cidade com outras regiões do Estado. A cidade tornou-se então o centro ferroviário mais movimentado do mundo, e o mais importante do país. Chicago já era a maior cidade do estado de Illinois, com uma população de mais de 100 mil habitantes.
Os prédios, casas e até mesmo as ruas, em Chicago, eram quase todos construídos em madeira. Houve então um outro marco determinante nas mudanças do perfil da cidade: um grande incêndio, no verão de 1871. O Grande incêndio de Chicago, que iniciou-se num estábulo, logo se espalhou devido a ventos secos e fortes. A cidade foi rapidamente reconstruída atraindo muitos arquitetos de renome, que queriam participar ativamente desse processo de reconstrução. Foi nessa época que começou a surgir o Skyline de Chicago, tão famoso até hoje.
Em 1885, o primeiro arranha-céu de metal foi construído no centro da Chicago. Por volta de 1890, Chicago já era a segunda maior cidade dos Estados Unidos da América, superada apenas por Nova Iorque. Mais de um milhão de pessoas então habitavam Chicago e os arredores.
Desde a década de 1950, muitos cidadãos de classe média e alta saíram de Chicago, movendo-se em direção aos subúrbios, deixando para trás muitos bairros empobrecidos. Porém, desde o início da década de 1990, a cidade tem-se recuperado do declínio sofrido com esse êxodo.

42804-foto3-casaldepioneiros
Escultura Pioneiros (primeiro casal de Chicago) – Foto Internet

Fundação Frank Lloyd Wright em Oak Park, 1889-1909
É um subúrbio a meia hora de Chicago, e um dos melhores bairros para se morar. Frank Lloyd Wright, o famoso arquiteto morou lá, e deixou sua assinatura em muitas casas de lá. Tem uma excursão que se faz a pé e visita-se as casas que ele fez no bairro todo. Vale muito a pena!!! São senhoras do bairro que se especializaram em Frank Lloyd Wright e nos levam pelo bairro mostrando todas as casas feitas por ele.Você vai aprender sobre a evolução da carreira de Frank Lloyd Wright através de um passeio guiado pelo bairro histórico.

36041-foto4-franklloydwrightemoakpark
Casa Frank Lloyd Wright – Foto Internet

O Hotel Carleton é o melhor de Oak Park, caso você queira ficar lá e o restaurante do hotel, Philanders é ótimo. O hotel também tem um bar simpaticíssimo, desses bem americanos com o balcão quadrado, todo mundo conversa com todo mundo, a paquera rola solta, e muitas televisões onde eles assistem aos jogos do Chicago Bulls. A pizzaria La Bella também vale a pena. Mas, o mais importante é o Museu Frank Lloyd Wright e em seguida o Museu Hemingway Museu.

A Fundação abriga a maior coleção do mundo de prédios e casas projetadas por Frank Lloyd Wright, com 25 casas construídas entre 1889 e 1913. Foi aí que Wright desenvolveu e aperfeiçoou sua assinatura, o estilo arquitetônico Prairie, enfatizando o uso da luz interior e de espaços abertos em construções baixas, que parecem “aninhar-se” no terreno. Seus projetos mudaram o rumo da arquitetura do século 20. Muitas das casas e edifícios de Wright em Oak Park e Forest River são hoje marcos históricos nacionais.
Por último (At last but not least ) faça um passeio de carro em Lake Forest, um bairro residencial ao lado de Oak Park onde muita gente de Chicago mora. O passeio chama-se Lake Circuit, vale a pena porque é lindo!!!

 

Instituto de Arte de Chicago

O Art Institute of Chicago (AIC), Museu de Arte situa-se no Grant Park. Sua coleção de arte pós-impressionista e impressionista é das mais notáveis do mundo. É o segundo maior museu de arte dos Estados Unidos, atrás apenas do Metropolitan Museum of Art, em Nova York. Inauguraram recentemente uma ala nova com uma arquitetura belíssima de Renzo Piano (arquiteto do Centro Georges Pompidou em Paris). A loja é imperdível. Uma boa idéia é fazer a visita ao museu e depois ir passear no Millenium Park, que é em frente, e ver todas as esculturas que são maravilhosas e se der sorte assistir a um espetáculo na Concha Acústica. 

17d6f-foto5-alanovadoinstitutodeartedechicago
Ala Nova do Instituto de Arte de Chicago – Foto Internet

Museu de Ciência e Indústria

É um dos maiores do mundo, e está localizado no palácio de Belas Artes que foi construído em 1893 para a Exposição de Mundial em homenagem aos quatrocentos anos da descoberta da América por Colombo, descobridor da América.
Em 2000 o Museu abriu a exposição sobre o Titanic, que foi um sucesso enorme e a primeira Instituição a mostrar objetos achados por mergulhadores recentes do legendário navio.

 

Museu Terra

O Museu Terra de Arte Americana foi fundado em 1978 pelo executivo e colecionador de artes Daniel J. Terra (1911–1996) que acreditava que a arte americana era dinâmica e uma poderosa expressão da identidade dos Estados Unidos.
Em 1992, a Fundação Terra expandiu-se e alcançou a Europa abrindo o Museu de Arte Americana em Giverny (França), onde exibe ampla amostragem de artistas americanos.
Em 2009, a Fundação Terra fez uma parceria com o Governo Francês e criou o Museu dos Impressionistas norte-americanos em Giverny americanos com o intuito de divulgação.Willis Tower antiga Sears Tower

Sears Tower, com 108 andares é o edifício mais alto da cidade desde a sua conclusão em 1974, além de ter sido o edifício mais alto do hemisfério ocidental durante 25 anos. O edifício foi todo reformado recentemente. O nome foi mudado para Willis pelos novos proprietários.

bfa40-foto6e28093willistowerantigasearstowers
Willis Towers (antiga Sears Towers) – Foto Internet

Filarmônica de Chicago

É hoje regida por Larry Rachleff, rica em tradição e inovadora em visão. Assistir a um concerto da Filarmônica de Chicago é um must se você tiver tempo. Eu assisti quando Daniel Baremboim era o maestro e foi uma experiência inesquecível. Está localizada num prédio muito bonito no centro de Chicago.

 

Fundação de Arquitetura de Chicago – Devil in the White City
A Fundação de Arquitetura de Chicago, promove mais de 80 passeios pela cidade, pois para eles, a cidade de Chicago em si mesma, é um museu. Os passeios podem ser feitos a pé, de bicicleta, barco ou ônibus. Também propriedade da Fundação de Arquitetura de Chicago, no 224 da South Michigan (diante do Instituto de Arte de Chicago) encontra-se outro edifício com uma loja e livraria especializados em arquitetura, e também local onde se pode ver entre outros shows, o “Devil in the White City” (O demônio na “cidade branca”).

O best seller de Erik Larson, com o mesmo nome do show, conta a história de um dos primeiros serial killers americanos. É um livro de não-ficção baseado em pessoas e fatos reais. Ele interliga a história de dois homens: o arquiteto criador da primeira Feira Mundial Colúmbia, em 1893 (homenagem aos quatrocentos anos do descobrimento da América por Colombo) e o assassino, um médico, que se serve do local da feira para atrair suas vítimas. O tour, baseado em fatos e pessoas do livro, também conta o que ocorreu em Chicago durante a 1º Feira Mundial Colúmbia através de slides. A feira teve um efeito muito grande na vida das pessoas e da cidade daquela época: trouxe-lhes progresso e atualização.Caso vocês não saibam o ator John Malkovitch é de Illinois. Se estiverem com sorte, podem assisti-lo em alguma peça no teatro Steppenwolf (onde começou sua carreira) atuando ou dirigindo.

Esportes em Chicago

Chicago Bulls, o time de basquete é conhecido no mundo todo por suas grandes vitórias e por Michael Jordan, um dos maiores jogadores americanos de basquete do mundo. O United Center Stadium é um ginásio de esportes em Chicago e é a casa tanto do time de basquetebol da NBA Chicago Bulls, quanto do time de hóquei no gelo da NHL Chicago Blackhawks. O nome dado ao estádio foi uma homenagem a seu patrocinador: a United Airlines.215f0-foto7e28093chicagobulls

Um time super conhecido em baseball é o Cubs, e seu estádio é o Wrigley Field, que pertencia a uma das famílias mais ricas de Chicago, a dona do Chiclete Wrigley. Foi vendido recentemente para uma outra família, mas por enquanto não se fala em trocar o nome. O outro time é o White Sox, e joga no estádio US Celular Field. É muito raro ter dois times da mesma cidade jogando na Liga Americana. Os fãs ficam mais ou menos divididos entre North-Siders Cubs e os South-Siders White Sox. Tanto o Presidente Barak Obama como o Prefeito Daley são torcedores do White Sox. Eu estava em Chicago em um dia de final de campeonato e a cidade pára, é como o nosso futebol.

Uma curiosidade – Vou falar um pouco dos prefeitos da família Daley de Chicago. Fiquei muito impressionada com a duração de seus mandatos. Quando perguntei a algumas pessoas que moram em Chicago, se o prefeito era tão bom e honesto assim para ficar tanto tempo governando, pasmem, me responderam! Não, ele é muito corrupto mas fez coisas maravilhosas para a cidade, é muito simpático e bonitão, então todos votaram e continuam votando nele. Teve votação esmagadora em seu sexto mandato!!!
Richard J. Daley (pai) foi prefeito desde 1955, e governou a cidade até sua morte, em 1976. Nesse período foram realizadas grandes obras, incluindo o Aeroporto Internacional O’Hare, além da inauguração da Sears Towers.

Richard M. Daley (filho) é prefeito desde 1989, e desde então tem sido reeleito. Dizem que tem um estilo imperial. Entre seus feitos: modernização do trânsito, reassumiu as escolas públicas, construiu o Millenium e fez grandes esforços na área ambiental.Eu estava em Chicago em Julho, quando a votação para as Olimpíadas estava no auge. E, para meu espanto, conversando com os chicaguenses, me disseram que não tinham nenhum interesse que as Olimpíadas fosse lá. “Não temos vontade que a nossa cidade se encha de turistas e nos atrapalhe”, me diziam apoiados pelo seu prefeito (o que gerou um certo constrangimento público).

Boa viagem e aproveitem bem!!!

Serviço

Willis Tower (antiga Sears Tower)
233 South Wacker Drive,
Chicago, Illinois, 60666
Tel. (312) 474-0090

Museu Frank Lloyd Wright – Frank Lloyd Wright Preservation Trust
951 Avenue Chicago,
Oak Park, Illinois, 60302
Tel. (708) 848-1976

Instituto de Arte de Chicago
111 South Michigan Ave.,
Chicago, Illinois, 60603-6404
Tel. (312) 443-3600

Museu de Ciência e Indústria
57th St and Lake Shore Drive (5700 South Lake Shore Drive)
Chicago, IL 60637, United States
Tel. (773) 684-1414

Terra Foundation for American Art
980 North Michigan Avenue, Suite 1315
Chicago, Illinois, 60611, United States
Tel. (312) 664.3939

Fundação Chicago de Arquitetura (Devil In the White City) – em frente ao Instituto de Arte de Chicago
224 South Michigan Avenue
Chicago, Illinois, 60604, United States
Tel. (312) 922.3432 – ramal 240

Filarmônica de Chicago (apresenta-se no Symphony Center)
220 S. Michigan Ave.
Chicago, Illinois, 60604, United States
Tel. (312) 294-3000

Teatro Steppenwolf
1650 N. Halsted Street
Chicago, Illinois, 60614, United States
Tel. (312) 335-1650

Carleton-Oak Park Hotel & Inn
1110 Pleasant Street
Oak Park, Ilinois, 60302, United States
Tel: (708) 848-4250
carletonhotel.com

Restaurante Philander’s
1120 Pleasant St.,
Oak Park, Illinois, 60302, United States
Tel: (708) 848-4250

Restaurante La Bella Pasteria
103 South Boulevard
Oak Park, IL 60302, United States
(708) 524-0044

Chicago Bulls
United Stadium
1901 W Madison Street
Chicago, Illinois, 60612, United States
Tel. (312) 455-4000
nba.com

Colaboradora: Virginia Figliolini Schreuders

3 comentários em “Diário de Viagem – Chicago

  1. É realmente uma pena que no BRASIL as pessoas:governo, cidadãos,sociedade , não tem conceito sobre como uma cidade deveria ser.o exemplo que nós temos são cidades sujas,mal organizadas e cheias de gente ignorante.

    Curtir

  2. Gostaria de agradecer pelo magnífico post que une informações interessantes, belas fotos, curiosidades e ponto de vista pessoal, sem desqualificar a objetividade do tema.
    Pretendemos conhecer a cidade e, quiçá, morar nela, portanto seu relato é precioso para nós.
    Muito grata, Lucia Helena

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s