NEW YORK – Thanksgiving

De uns tempos para cá, o feriado americano de Thanksgiving – a quarta quinta feira de novembro- ficou bem famoso no mundo inteiro e, logicamente, por aqui também. Já tem muitos brasileiros que assumiram o dia de “ação de graças” e comemoram animadamente com direito a perú assado e chutney de cramberry! Passear em Nova York nesta época é uma ótima ideia! No dia seguinte ao feriado, os americanos inventaram o blackfriday, que se trata de uma grande liquidação em todo o comércio.

Foto 1 - Black Friday
Black Friday – Foto Yeda Saigh

As vitrines das lojas são espetaculares, parecendo até que existe um concurso. Fica difícil apontar a vitrine a mais bonita! Cada uma oferece ao visitante um tema: as da Sack’s são a história da Branca de Neve e os sete anões, as da Cartier focadas em neve e esqui, todas com movimento, até a pantera esquia. As da Polo Ralph Lauren com pessoas com cabeça de urso impressiona. Toda a cidade já se encontra enfeitada para o Natal.

Foto 2 - Vitrines Ralph Lauren e Cartier
Vitrines Ralph Lauren e Cartier – Foto Yeda Saigh

Nossa comemoração de Thanksgiving  foi no restaurante do Whitby Hotel, comemos o tradicional perú delicioso recheado com farofa com geléia!

Foto 3 - Almoço Thanks giving
Almoço Thanks giving – Foto Yeda Saigh

Este hotel é novo, com decoração muito chique, é a segunda propriedade da cadeia Firmdale em Nova York com oito hotéis em Londres e mais um no Soho, Crosby Street Hotel.

Endereço: 79, Crosby Street – tel – 1 212 226 6400

https://www.firmdalehotels.com/hotels/new-york/crosby-street-hotel/

A segunda propriedade de Firmdale em Nova York, o Whitby, está apenas a dois quarteirões do Central Park, a minutos da MOMA, Broadway, e muitos dos principais restaurantes da cidade estão bem à sua porta. Mas, como acontece com todos os hotéis da Firmdale, é o que está por dentro. Neste caso, são 86 quartos coloridos com janelas do chão ao teto, um cinema privado de última geração e um bar do hotel que já tem a multidão do Midtown e do centro da cidade para o menu sazonal de mudança do Chef Anthony Paris.

Foto 4 - Hotel Whitby
Hotel Whitby – Foto Yeda Saigh

Chegamos até a visitar os quartos todos decorados diferentes uns dos outros.

Foto 5 - Quartos Hotel Whitby
Quartos Hotel Whitby – Foto Yeda Saigh

Perguntei o nome da decoradora de tanto que gostamos e é a designer de interiores Kit Kemp e seu marido Tim, fundadores do grupo Firmdale Hotel – que também incluem o de Nova York, e The SoHo e Covent Garden Hotels em Londres – acreditam que os hotéis devem ser “coisas vivas, instituições insípidas” e  “uma celebração de arte e design”.

Endereço: 18 W 56th street – tel: 1 212 586 5656

https://www.firmdalehotels.com/hotels/new-york/the-whitby-hotel/

Nessa época Nova York apresenta uma programação intensa. É o início da temporada de ópera. O ideal é comprar pela internet com uma certa antecedência por conta da escolha de lugares. Assistimos Thais de Massenet e Norma de Bellini, difícil dizer qual a melhor!

Foto 6- Lincoln Center
Lincoln Center – Foto Yeda Saigh

As duas maravilhosas, cantores excepcionais, cenários deslumbrantes!

Foto 7 - Óera Norma
Ópera Norma – Foto Yeda Saigh

Uma boa dica é ir ao restaurante e encomendar o jantar para o intervalo: você escolhe no menu o que quer comer, a bebida e a sobremesa. O primeiro intervalo é de meia hora, dá tempo suficiente de jantar. Quando chegamos no restaurante já estavam os pratos servidos, eu pedi uma sopa que já me esperava num mini réchaud para não deixar esfriar! E a conta já na mesa! Coisa de primeiro mundo! E o restaurante estava lotado!

Foto 8 - Jantar restaurante Lincoln Center
Jantar restaurante Lincoln Center – Foto Yeda Saigh

 Tivemos a sorte de poder assistir a nova peça da grande atriz Uma Thurman, “The Parisian Woman”. É sobre fofocas da politicagem de Whashington, do mesmo diretor de House of Cards, muito boa, e recomendo fortemente.

Foto 9 - The Parisian Woman
The Parisian Woman – Foto Yeda Saigh

Outro excelente programa é ir ao show do  Woody Allen no Hotel Carlyle tocar pistão com os amigos às segundas-feiras. Trata-se de um programa bem intimista, cabem poucas pessoas no bar e você fica participando da música. Pode jantar lá ou ir só assistir. Ele toca de olho fechado e fica todo o tempo bem quietinho, os companheiros da banda são mais animados, vale muito a pena. Aliás, essa não foi a minha primeira vez! Se tiver oportunidade, não perca. 

 

 

Woody Allen – Hotel Carlyle – Vídeo Yeda Saigh

Fomos também no Radio City Musical Hall ver o show de Natal que é lindo!! As roquetes são ótimas e dançam super bem!! A parte de iluminação tecnológica é incrível, eles oferecem um óculos para podermos ver em terceira dimensão. É engraçada a sensação de ver o Papai Noel andar de rena em cima da sua cabeça. Foi muito divertido, um programa bem característico americano! Ganhamos um chapéu de Papai Noel na entrada e todo mundo assistiu o show de chapéu, inclusive nós!

 

 

Radio City Music hall – Vídeo Yeda Saigh

Nunca tinha ido ao Carneggie Hall e achei bem interessante. O teatro é muito bonito. É importante ficar atento a programação para escolher um bom espetáculo. Do lado do Carneggie Hall fica o restaurante “The Russian Tea Room”, um clássico da cidade que teve muita importância na década de 70 e resiste solidamente até hoje. O Salão de Chá russo foi inaugurado em 1927, por ex-membros do Ballet Imperial Russo, como lugar de encontro para expatriados russos e tornou-se famoso como um lugar de encontro para os que trabalham no setor de entretenimento.

Nunca tinha ido e adorei! A decoração conta com uma coleção de quadros maravilhosos, parece um museu! Chagall, Picasso, Lepinka entre vários outros, depois fomos no segundo andar ver uma árvore famosíssima com ovos fabergé pendurados nos galhos! Vale a visita.

Endereço150 W 57th St, New York, NY 10019, EUA  Telefone+1 212-581-7100

www.russiantearoomnyc.com

Vimos duas exposições do Louis Vuitton: uma que está em down town, no prédio da bolsa, dividida em três partes: “Volez, Voguer, Voyager, Louis Vuitton”, através de fotos e das malas que se usava na época você conhece toda a história da marca Louis Vuitton desde a sua fundação em 1920 até hoje.

Foto 12 - Exposição Luis Vuitton
Exposição Luis Vuitton – Foto Yeda Saigh

O interessante é ver como eles acompanharam o desenvolvimento do homem através das viagens: trem, navio até chegar no avião. Super bem montada com fotos lindas e malas desde o famoso baú, até hoje. Estou torcendo para eles lançarem malas com rodinhas!

Foto 13 - Exposição Luis Vuitton
Exposição Luis Vuitton – Foto Yeda Saigh

A outra foi na loja da Madison, fizeram uma parceria com o artista Joseph Koons que desenhou vários pintores famosos.

Woodbury, o famoso outlet, que fica distante quase uma hora de Manhattan,  é uma ótima pedida para que m quer fazer compras com um preço bem melhor do que na Quinta Avenida!!! Alugamos um carro e foi super fácil chegar lá, com ajuda do aplicativo waze  no celular. Os preços realmente são imbatíveis e tem praticamente todas as grandes marcas. Pode-se ir também de ônibus partindo da rodoviária Penn Station, há muitos horários.

No MOMA recomendo a exposição de Louise Bourgeois, com suas famosas aranhas e desenhos pouco conhecidos

Almoçamos no restaurante ao lado do museu “The Modern”, ótimo, bem servido, pratos deliciosos. Uma visitinha a loja do MOMA que fica em frente é de praxe, tem presentes super interessantes.
Chegando ao Moma nos chamou a atenção um hotel que fica quase em frente ao museu, o famoso Baccarat Hotel. Não resistimos e entramos para visitar.  Nada mais deslumbrante!! Todo com lustres e enfeites de baccarat chiquérrimo! Vale a pena conhecer!!

Um bom programa é ir ao Gugenheim e na sequência ao Metropolitan.  No Gugenheim vimos uma exposição da China interessante.

Foto 16 - Exposição China - Gugenheim
Exposição China – Gugenheim – Foto Yeda Saigh

Depois fomos ao Metropolitan ver duas exposições: uma dos desenhos de Michelangelo, maravilhosa

Foto 17 - O Tormento de Sto Antonio - MichelangeloMichelangelo 1487-88
O Tormento de Sto Antonio – Michelangelo MET – Foto Yeda Saigh

 e a outra de David Hockney, das piscinas.

Foto 18 - David Hockney - A Bigger SplashMG_3581
A Bigger Splash – David Hockney – Foto Yeda Saigh

Para recarregar as forças almoçamos no Eat, restaurante que eu gosto muito e que continua ótimo, frequência bem novaiorquina!

O Met Breuer está com uma exposição incrível de Edward Munch, artista norueguês conhecido pelo seu famoso quadro “O grito”, a exposição se chama “Entre a cama e o quadro”. Achei os quadros tristes, alguns bem escuros, ele sofria de depressão, e uns de Madonas lindos!! Parabéns para a curadoria! Almoçamos no restaurante do museu que é muito simpático, dá num jardim bem charmoso e a comida é boa.

Starry Night - 1922-1924 - Foto Yeda Saigh
Starry Night – 1922-1924 – Foto Yeda Saigh

Duas ótimas dicas para almoçar: Le Bilboquet, minhas primas comeram um frango com cajun, uma especiaria de New Orleans, comida créole, divino!! E eu comi uma vitela ótima! A atmosfera é alegre, frequência ótima, muito gostoso para uma pausa! O outro é Fig and Olive na 52str, também cheio, gente bonita e comida ótima! Não deixe de pedir as entradas, são divinas, principalmente as com azeitona e figo.

A loja Tiffany acabou de inaugurar um salão de chá, chique e simpático, vale à pena experimentar!

Gosto muito de ir na Asia Society ver o que tem de exposição e ir na lojinha, ótima para presentes, e comprei presentes lindos!

Fomos  de metrô passar um dia no Brooklyn, é bem mais rápido por causa do trânsito. Visitamos o Brooklyn Museum, enorme, suntuoso. Vimos duas exposições muito interessantes: “Proof”, três artistas de épocas bem distantes: Francisco Goya, espanhol, Sergei Eisenstein, cineasta russo e Robert Longo, contemporâneo americano. O curador compara os três artistas. A das esculturas de Rodin “The Body in Bronze” também vale a pena.

Brooklin Museum
Brooklin Museum – Foto Yeda Saigh

Depois fomos passear em Gainsburg, um bairro muito simpático, lembra Boston, cheio daquelas casinhas típicas, lojas, cafés, super calmo. Visitamos um hotel muito bonito, recém-inaugurado, com uma vista deslumbrante de Manhattan, depois fomos tirar fotos na beira do rio do por do sol com vista para Manhattan, lindas, com várias pontes.

Vista do por do sol do Brooklin
Vista do por do sol do Brooklin – Foto Yeda Saigh

Não deixe de ir conhecer o Oculus, um shopping do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, maravilhoso!

Foto 22 - Octoplus
Oculus – Foto Yeda Saigh

Fica ao lado do One World Trade Center, que também fomos visitar, de 104 andares, construído no lugar das torres gêmeas. É um passeio super divertido e a vista de Nova York é deslumbrante!!

 

Foto 23 - One world IMG_3708
One World Trade Center – Foto Yeda Saigh

 

Para terminar uma frase do meu querido amigo Hélio Pires:

All you need is

love

a passport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s