ECOS DAS OLIMPÍADAS

Parabéns Brasil As Olimpíadas foram um verdadeiro sucesso, portanto, estamos todos muito orgulhosos desse acontecimento! Fomos ao Maracanã, ao Estádio Olímpico, a Deodoro e tudo funcionou impecável. A linha 4 do metrô ficou muito boa, vai até a Barra, depois pega-se o BRT, que é um ônibus novo que corre paralelo as ruas, sem trânsito, o que é ótimo e chega ao Estádio Olímpico: mais um BRT para chegar a Deodoro, uma Vila Militar super em ordem, onde vimos a prova final de Salto de Hipismo, que foi o melhor programa que fizemos. As flores estavam maravilhosas! Eram os melhores cavaleiros do mundo, todos já consagrados com muitos prêmios internacionais, montando cavalos de altíssimo valor. Só para se ter uma ideia o cavalo do sheik do Catar custou 11 milhões de euros, conforme fomos informados. Assistimos toda a etapa final onde participaram 4 cavaleiros do Brasil, sendo que a Luciana Diniz, embora representando Portugal, é brasileira, fez uma prova maravilhosa! Haviam muitos voluntários para explicar qualquer dúvida que as pessoas tivessem, muito bem vestidos, simpáticos e sorridentes. No dia da abertura para ir ao Maracanã fomos de metrô até a estação de São Cristóvão que dá acesso ao Estádio do Maracanã, sem nenhum problema, tudo correu até melhor do que esperávamos.

Essa semana vamos falar do legado das Olimpíadas no Rio de Janeiro.

Quase todos os países montaram uma casa, bem interessantes, a seguir duas que ainda ficarão abertas até 15 de setembro:

A casa do México – Frida Kahlo
Na Casa do México a sensação é a sequência de exposições que aproximam ainda mais os brasileiros da cultura do país e o destaque especial vai para a mostra interativa dedicada as crianças. Frida e Eu mostra a pintora tão aclamada. Simultaneamente, acontecem as exposições A Magia do Sorriso, uma mostra arqueológica e uma homenagem à história do desenho gráfico latino-americano dos Jogos Olímpicos.

Foto 2 - Casa do México
Casa do MéxicoFoto Internet

Museu Histórico Nacional: Praça Marechal Âncora, Centro. De 3 de agosto a 15 de setembro, das 10h às 17h30. Entrada gratuita. Acesso as exposições R$ 8.

Happy hour cervejeiro
Sucesso absoluto na Copa, com o lounge montado na praia do Leme, os alemães repetem a dose agora em proporções ainda maiores e no Leblon. O OliAle, como foi chamado o espaço, tem um clima de happy hour. A ideia é transmitir as competições e promover encontros com atletas entre muita música, comidas de rua clássica e cerveja alemã. Aliás, ênfase na cerveja. A casa promete inclusive um “workchopp” sobre a arte cervejeira orquestrada pela cidade alemã de Colônia. Vai rolar ainda competição de pingue pongue, lightpainting – sabe aquelas fotos com efeitos de luz? -, pôr do sol com piano, show da vencedora do The Voice Kids alemão, Zoë e apresentação da Unidos da Tijuca para ensinar aos alemães a sambar. A programação completa está aqui! Praia do Leblon, em frente ao número 12 da Av. Delfim Moreira, ao lado do Canal do Jardim de Alah. De 4 de agosto a 18 setembro, das 14h30 às 21h30.

Foto 3 - Casa da Alemanha
Casa da Alemanha – Foto Internet

Endereço: Praia do Leblon (entre o Jardim de Alah e Posto 11)

[No intervalo] 26, 27 e 28 de agosto – das 11h00 às 18h00. A Casa funcionará excepcionalmente também no dia 7 de setembro (quarta-feira, das 14h30 às 21h30)

A entrada é gratuita e não há necessidade de ingresso, nem de convite.

Fizemos uma parceria com Antonia Leite Barbosa da Agenda Carioca, que nos dá ótimas dicas do Rio que irão continuar depois das Olimpíadas:

CT Boucherie,

Restaurante que conquistou os cariocas fãs de cortes de carnes especiais no Leblon sob comando dos chefs Claude e Thomas Troisgros, acaba de se mudar para o Jardim Botânico – no mesmo endereço que por anos funcionou a CT Trattorie. Diferente das demais unidades, a Boucherie, que também tem unidade no Rio Design Barra, é o paraíso dos carnívoros de carteirinha: você escolhe um corte entre quinze tipo de grelhados, que vão da costeleta de cordeiro ao magret de pato, passando pelo prime rib, picanha e o filé mignon em ervas da Provence que eu adoro, além de uma opção de peixe do dia para quem não come carne. Escolhida a protagonista, entram em cena os famosos acompanhamentos, que são servidos à vontade pelos garçons. E gente, é um mais gostoso que o outro! Tem purê de maçã com maracujá, a irresistível farofinha de panko, a polenta com agrião que é novidade, ratatouille, risoto de quinoa com cogumelos e a lista segue.

Foto 4 - restaurante CT Boucherie
Restaurante CT Boucherie Foto Internet

CT BOUCHERIE JARDIM BOTÂNICO

Av. Alexandre Ferreira, 66 – Tel: (21) 2266-0838

De seg. a qui., das 12h até às 16h e das 19h às 23h30; Sex., das 12h às 16h e das 19h até 0h; Sáb. e dom., das 12h às 0h

CT BOUCHERIE BARRA

Rio Design Barra: Av. das Américas 7777, 3º piso – Tel.: (21) 3328-2187
De seg. a dom., das 12h a 0h

CASA CARANDAÍ IPANEMA

Queridinha dos cariocas que circulam pelo Jardim Botânico, a delicatessen comandada por Janjão e Mariana Garcia acaba de fazer sua estreia em Ipanema com uma loja temporária. Até o final de dezembro, a dupla se dividirá entre a matriz e o novo espaço, que ganhou décor assinada pelo arquiteto Chicô Gouvea em frente à Praça Nossa Senhora da Paz, na Rua Barão da Torre.

Foto 5 - Casa Carandaí - Ipanema
Casa Carandaí IpanemaFoto Internet

O formato de funcionamento é o mesmo: produtos da deli, pães e bolos de fabricação própria no balcão. Mas com a mesma pinta de café da Carandaí, também é possível se deliciar com clássicos como o sanduíche de salame italiano e queijo Canastra na ciabatta (R$ 28,90), os deliciosos cannelés da foto (R$ 6,80) que só eles fazem na cidade, além de pratos como o polpettone com purê de batata (R$ 38,50) e a lasanha de carne com mescla verde (R$ 39).

Rua Barão da Torre, 398, Ipanema – Tel.: (21) 2267-4044
Seg. a sáb., das 8h30 às 21h; Dom., das 8h30 às 17h

Instituto Moreira Salles

Tomar um café a beira da piscina do Instituto Moreira Salles é um daqueles programas que todo carioca precisa dar check – e consequentemente, os turistas também. Afinal, a casa em si é um marco da arquitetura moderna dos anos 50 graças ao projeto de Olavo Redig de Campos, que aplicou riqueza em cada detalhe. E a cereja do sundae é o belo jardim de Burle Marx.

Agora, digamos que o espaço ganhou uma cerejinha extra com a chegada do Empório Jardim, mistura de padaria, bistrô e delicatessen que já é sucesso no Jardim Botânico. O café da manhã – ou da tarde, ou da noite – à beira da piscina do Instituto na Gávea já era um clássico, e com a chegada da casa especializada no assunto ganhou uma bossa. As receitas que são sucesso na matriz agora são servidas diariamente por lá, incluindo os pãezinhos de gruyère, os croissants artesanais de chocolate e de amêndoas e os melhores ovos marroquinos da cidade. Aliás, ainda trouxe novidades como o brunch burger, que traz uma omelete gordinha no lugar da carne, coberta por bacon, tomate e queijo. Que tal? E para acompanhar, bons drinques, servidos o dia inteiro. Aliás, de 11h às 20h, acompanhando o horário de funcionamento do espaço.

Foto 6 - Instituto Moreira Salles
Instituto Moreira SallesFoto Agenda Carioca

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea – Tel.: (21) 3284-7400
Diariamente das 11h às 20h

 Sanduicheria Seu Vidal

A tradição da Padaria Itajaí, que desde os anos 1930 resiste no Centro e em Laranjeiras, fisgou os netos do seu Silvério Vidal, que agora celebram esta história com uma nova empreitada em Copacabana. A sanduicheria Seu Vidal  tem no cardápio 10 opções de sanduíches que combinam ingredientes sofisticados e apresentam releituras de clássicos, como o pão com linguiça, que lá é servido num pão de queijo fabricada na própria cozinha de comer rezando e ainda leva catupiry.

O jovem Pedro Vidal está à frente da homenagem moderninha ao avô, que traz um foodtruck estacionado logo na entrada, onde os sanduíches são finalizados, e uma parede grafitada pela artista Ana Luiza Vidal, irmã de Pedro. Lá, os pães, bem mais rústicos que os clássicos da padaria da família, são fornecidos pela empresa “O Pão”, eleita por Pedro e pelo chef Philipe Martins. O belo pão australiano da foto de capa, por exemplo, traz a combinação conhecida de brie com parma. O segredo é a brasa que vem da maionese especial: garante o defumado e desce redondo com o salgadinho do brie e o adocicado do pão. No cardápio, ainda tem opção veggie, releitura do hit paulista de mortadela e até doce: o clássico sonho da padaria da família, lá é recheado por Nutella, e uma deliciosaa rabanada chega à mesa com sorvete de canela da Itália.

O bacana é que cada sanduba ganhou uma harmonização interessante. Acompanham o cardápio uma carta de vinhos à la Deise Novakoski e de cervejas por Raimundo Padilha, que priorizou rótulos cariocas e ainda assinou uma receita especial para a casa, a levíssima kristallweiss Seu Vidal, produzida pela Antuérpia. Com uma atmosfera descontraída, a sanduicheria Seu Vidal definitivamente, vai dar cara nova a pacata Rua Ronald Carvalho, em Copacabana.

Foto 7 - Sanduicheria Seu-Vidal. peg
Sanduicheria Seu VidalFoto Agenda Carioca

Rua Ronald de Carvalho, 275, Copacabana – Tel.: (21) 3439-7719
De ter. a dom., das 12h às 22h
www.sanduicheriaseuvidal.com.br

Em seguida dicas de dois ótimos restaurantes que fomos e gostamos muito:

 Restaurante Puro

No bairro do Jardim Botânico e sob o olhar do Cristo Redentor. É ali que se encontra o Puro, restaurante brasileiro contemporâneo, com receitas elaboradas com o que há de mais fresco no mercado e em seu melhor momento. Aconselho a cavaquinha e de sobremesa a mousse de limão, ambos divinos!

Foto 8 - Restaurante Puro
Restaurante PuroFoto Internet

Rua Visconde de Carandaí, 43 – Jardim Botânico. – Telefone: 3284-5377

www.purorestaurante.com.br

Restaurante Massa

Depois do sucesso com o restaurante Puro, no Jardim Botânico, Pedro Siqueira acaba de abrir o Massa, com fabricação própria de pastas, pães, molhos e recheios. São 12 sugestões de principais, como ramen com caldo e barriga de porco, servido com ovo, couve crispy e purê de feijão. Fomos almoçar e foi um sucesso, aconselho o peixe do dia e de sobremesa canolli, imperdível!

Foto 9 - restaurante Massa
Restaurante MassaFoto Internet

Rua Dias Ferreira, 617 -Tel 3985 8191

É necessário fazer reserva em todos.

Uma das grandes novidades do Rio:

 Centro de Visitantes Paineiras

Um espaço, fechado há 30 anos, foi reestruturado pelo consórcio Paineiras-Corcovado. Nós costumamos ir na estrada das Paineiras fazer cooper sempre de manhã, é um super programa! São 9 kms, ida e volta, de uma estrada linda no meio da Floresta da Tijuca, com dois pontos com uma bica d’água para se refrescar, próximo ao Corcovado. A vista é deslumbrante sobre a Baía da Guanabara, o Jockey Clube e a Lagoa Rodrigo de Freitas. Começa bem em frente ao antigo hotel das Paineiras, agora todo reformado.

A Kube Arquitetura foi o escritório responsável pelo projeto de reformulação de toda a área gourmet, três restaurantes, loja de souvenir do parque, bilheteria e banheiros, em uma área construída de quase 2 mil m² do recém-inaugurado Centro de Visitantes Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Foto 10 - Restaurante Nature - Paineiras
Restaurante Nature – Paineiras Foto Kube Arquitetura

Todos os espaços têm vista panorâmica para a Lagoa, a Zona Sul e o Morro Dois Irmãos, e promete ser uma atração à parte.

O projeto da Kube Arquitetura vai manter ao máximo os elementos originais do espaço. “A ideia foi integrar o ambiente à natureza sem descaracterizar o estilo arquitetônico do prédio, construído em 1880”, diz a arquiteta Juliana Neves, responsável pelo projeto.

Foto 11 - Loja Paineiras
Lojas PaineirasFoto Kube Arquitetura 

“Procuramos manter esses elementos originais pelo seu valor histórico e porque já se mostraram resistentes ao tempo, pois a área ficou fechada por 30 anos” completa a arquiteta.

“Nosso projeto mantém revestimentos antigos originais, pois são uma forma de preservar a história do lugar, mas não estamos reproduzindo como era originalmente. O restaurante ganhou um ar contemporâneo”, complementa a arquiteta. Estruturas de madeira saindo das colunas laterais e subindo pelo teto fazem menção às árvores da Floresta da Tijuca conectando o exterior ao interior.

Tudo isso dentro da Parque Nacional da Tijuca, no antigo Hotel Paineiras, um edifício desativado da cidade que finalmente passa a ter estrutura para receber os visitantes de dentro de fora do Rio.

Foto 12 - Bar das Palmeiras
Bar das Paineiras – Foto Kube Arquitetura

A conclusão a que chegamos é que realmente as Olimpíadas valeram a pena, trouxeram muitos benefícios para o Brasil e em especial para o Rio de Janeiro! O Brasil ocupou o cenário de notícias do mundo, tudo teve ótima repercussão e os turistas ficaram encantados com nosso país!

Para terminar mais uma linda foto do Rio:

Foto 13 - Morro Dois Irmãos
Morro Dois IrmãosIpanema – Foto Yeda Saigh

Boa viagem!

Yeda

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s